Município e Estado iniciam planejamento para cadastro escolar

28/05/2019 13:30

Encontro na Prefeitura de Timóteo foi o primeiro encontro para organizar a rede de ensino com vistas a 2020

Publicidade

A manhã desta terça-feira (28) marcou a primeira reunião entre técnicos da Secretaria de Educação de Timóteo, da Secretaria de Estado de Educação, representada por técnicos da Superintendência Regional de Ensino (SRE) de Coronel Fabriciano, e diretores de escolas estaduais situadas no município para iniciar o planejamento para o ano escolar de 2020. 

Esse planejamento inclui o cadastro escolar, feito anualmente para levantar a demanda de crianças com seis anos completos ou a completar até 30 de junho de 2020 que vão começar os estudos; para os candidatos a vagas nos demais anos do Ensino Fundamental que estão se transferindo de outros Estados, municípios ou escolas particulares; alunos que vão retornar aos estudos e candidatos ao curso de Educação de Jovens e Adultos (EJA) - Ensino Fundamental. No caso do EJA, os interessados já podem procurar o Centro Municipal de Educação Integrada (CMEI-EJA) no Centro-Norte.

(Foto: divulgação)(Foto: divulgação)

De acordo com a diretora Educacional de Ensino da SRE, Edvânia Lana Morais, esse primeiro encontro visa levantar as demandas para o próximo ano por meio de planejamento, momento que antecede o cadastramento escolar. O período do cadastro depende ainda de publicação de uma resolução pelo Estado. “Estamos fazendo esse trabalho junto às redes municipais e escolas estaduais de cada município para recolher propostas de organização e compartilhar a demanda”, esclareceu Edvânia Morais. 

Para o secretário municipal de Educação, José Vespasiano Cassemiro, o Professor Vespa, esse planejamento é fundamental para o atendimento aos estudantes. “A definição do número de alunos, bem como de salas e escolas a serem utilizadas é a base para garantir a qualidade de ensino e o desenvolvimento escolar dos estudantes num ambiente adequado e preparado para a aprendizagem”, pontuou o secretário. 

(Foto: divulgação)(Foto: divulgação)

A questão do zoneamento – que prioriza aos alunos estudarem na escola mais próxima da sua residência – é outra questão observada no cadastramento escolar, assim como o transporte que é destinado prioritariamente para quem mora na zona rural. Dessa forma os pais de alunos, bem como os adultos que desejam retomar os estudos, devem estar atentos aos prazos para o cadastramento.



Publicidade