Procuradora se desculpa com Lula por ironizar morte de Marisa Leticia

Jerusa usou seu Twitter ontem, 27 de agosto, para se retratar com o petista

Por Plox

28/08/2019 07h42 - Atualizado há mais de 4 anos

Manifestações de desculpas foram publicadas pela procuradora Jerusa Viecili, que debochou da morte de Marisa Leticia, esposa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e do luto do político, em 2017. 

Jerusa, que é integrante da Operação Lava-Jato, usou seu Twitter ontem, 27 de agosto, para pedir desculpas ao petista. O Telegram da procuradora foi alvo de invasão de  hackers, que interceptaram diálogos sobre a morte da ex-primeira-dama entre procuradores da força-tarefa. O site de esquerda The Intercept Brasil publicou as mensagens e no mesmo dia Jerusa se retratou: "Errei. E minha consciência me leva a fazer o correto: pedir desculpas à pessoa diretamente afetada, o ex-presidente Lula”, escreveu.

Jersusa

Procuradora pediu desculpas ao ex-presidente Lula- Foto: Divulgação

Entre os diálogos, se podia ouvir Jerusa dizer: "Querem que eu fique para o enterro?", questionou ela a um colega, em tom de deboche. Em outra mensagem, ela avisava: "Quem for fazer a próxima audiência do Lula, é bom que vá com uma dose extra de paciência para a sessão de vitimização", disse ela, após Marisa morrer. 

Invasão de celulares

Ainda no Twitter, nessa terça-feira, a procuradora criticou a invasão dos celulares de agentes da força-tarefa : “Lembrar de uma mensagem não autentica todo o conjunto. A existência de mensagens verdadeiras não afasta o fato de que as mensagens são fruto de crime e têm sido descontextualizadas ou deturpadas para fazer falsas acusações”, disse ela na rede social, completando: "Os procuradores da Lava Jato nunca negaram que há mensagens verdadeiras, exatamente porque foram efetivamente hackeados. Contudo, não é possível saber exatamente o quanto está correto, porque é impossível recordar de detalhes de 1 milhão de mensagens em 5 anos intensos".

twitter
Foto: Reprodução/Twitter
twitter
Foto: Reprodução/Twitter
 
Atualizada às 14h11
Destaques