Toyota interrompe envio de motores de 10 modelos após descoberta de fraude em testes

Suspensão afeta modelos Hilux e SW4 vendidos no Brasil; inspeção governamental programada na fábrica japonesa

Por Plox

29/01/2024 14h28 - Atualizado há 2 meses

A Toyota anunciou hoje a suspensão do envio de motores para 10 modelos de veículos, incluindo a picape Hilux e o SUV SW4, fabricados na Argentina e comercializados no Brasil. A decisão surge após a descoberta de uma suposta fraude nos testes de certificação de motores a diesel pela Toyota Industries.

Foto: Foto: Divulgação

O escândalo ganha proporções consideráveis ao vir à tona meses após irregularidades nos testes de colisão envolvendo a Toyota e a Daihatsu, parte do grupo japonês. A medida atual é uma resposta à fraude identificada em aproximadamente 800 mil motores produzidos na cidade de Hekinan, no Japão, que podem ter sido afetados por testes de emissões fraudulentos.

Modelos como Land Cruiser, Hiace, além dos já mencionados Hilux e SW4, estão entre os afetados, assim como veículos da Hino Motors e Mazda. Em resposta à crise, o Ministério de Terras, Infraestrutura, Transporte e Turismo do Japão anunciou uma inspeção na fábrica da Toyota Industries em Aichi, programada para esta terça-feira (30).

A Toyota Industries revelou que foram encontradas violações nos testes de potência de três modelos de motores diesel, essenciais para os procedimentos de certificação. A empresa divulgou um relatório de um comitê especial de investigação, detalhando problemas nos testes de durabilidade dos gases de escape, entre outros.

A Toyota, em comunicado, expressou seu compromisso em esclarecer completamente a situação às autoridades e prometeu tomar medidas corretivas, incluindo a realização de novos testes. A montadora lamentou o não cumprimento das normas legais, gerando expectativas sobre os impactos desse possível escândalo no mercado automobilístico brasileiro.

Destaques