Preso suspeito de ter destruído o carro usado no assassinato de Marielle Franco

O mandado de prisão foi emitido pela 3ª Câmara Criminal da Capital, fundamentado nas denúncias do Ministério Público de agosto de 202

Por Plox

29/02/2024 13h27 - Atualizado há cerca de 2 meses

Na última quarta-feira (28), autoridades do Rio de Janeiro efetuaram a prisão do proprietário de um ferro-velho implicado na ocultação de provas relativas ao homicídio da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes em 2018. A operação conjunta da Polícia Federal e do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro resultou na captura do indivíduo em Santa Cruz da Serra, Duque de Caxias/RJ, sob a acusação de obstruir as investigações do crime que abalou o país.

Foto: Reprodução/Redes Sociais 

O mandado de prisão foi emitido pela 3ª Câmara Criminal da Capital, fundamentado nas denúncias do Ministério Público de agosto de 2023, que destacam o papel do acusado em dificultar o esclarecimento dos fatos, prejudicando a justiça e a apuração da verdade. Após a prisão, o suspeito foi levado à Superintendência Regional da PF, aguardando transferência para o sistema prisional.

 

Entenda o caso

Marielle Franco, vereadora do Rio de Janeiro pelo PSOL, e seu motorista, Anderson Pedro Gomes, foram assassinados a tiros na noite de 14 de março de 2018, no centro do Rio. O crime, que chocou o país, é tratado pela polícia como uma execução planejada.

Destaques