Música e emoção marcam visita de Dr. Violino a hospital de Timóteo

A apresentação faz parte de uma programação de humanização da unidade

Por Plox

29/12/2023 07h33 - Atualizado há 4 meses

Quem nunca se emocionou com uma música que de alguma forma reavivou lembranças, intensificou as emoções ou deu um novo sentido à vida?  Pacientes e colaboradores do Hospital e Maternidade de Timóteo ficaram sensibilizados nesta terça-feira (26) pelo projeto To Life - Som do Alívio, conduzido pelo violinista mineiro Igor Ribeiro (@drviolino). O músico veio voluntariamente a Timóteo, trazendo não apenas música, mas também conforto, carinho e afeto a quem, por algum motivo, estava na unidade hospitalar do bairro Timirim.

Veja o vídeo: 

 

A apresentação faz parte de uma programação de humanização do Hospital de Timóteo. Igor Ribeiro teve a oportunidade de visitar todos os setores e aproveitou para tocar violino para os pacientes e para os colaboradores do hospital.

A apresentação do “Dr. Violino” foi um momento singular e emocionante para os pacientes e colaboradores do hospital. Todos elogiaram a beleza da apresentação e o estilo musical do violinista.

Foto: Divulgação

 

Igor contou que deu início ao projeto após perder um irmão e tem como principal objetivo colaborar com a melhoria do ambiente hospitalar. Mesmo quem vivencia todo o projeto tem seus sentimentos tocados. “Sempre estou com o coração cheio de alegria ao realizar uma visita”, disse o violinista. Ele destacou que a emoção dos pacientes e dos colaboradores é algo essencial e que por isso deixa as unidades de saúde com o sentimento de dever cumprido.

Para o diretor do Hospital e Maternidade de Timóteo, Belmiro Costa, a música possui uma simbologia única que nos ajuda a encontrar ou dar sentido aos momentos vividos, proporcionando o resgate da autoestima e da autonomia. “Esse tipo de encontro musical causa uma diminuição dos efeitos negativos relacionados ao internamento. O olhar de quem participa, vivencia e está no dia a dia faz toda a diferença”, afirma Belmiro Costa para quem a música ajuda a encontrar conforto espiritual e afetos positivos. “Isso é fundamental no ambiente hospitalar”, concluiu.

Destaques