Usipa divulga balanço anual do programa de reabilitação da fauna sem lar

O programa recebeu animais apreendidos ou resgatados pela Polícia de Meio Ambiente, Corpo de Bombeiros e Instituto Estadual de Florestas (IEF)

Por Plox

29/12/2023 14h20 - Atualizado há 6 meses

O Programa de Reabilitação da Fauna Sem Lar, realizado pela Associação Esportiva e Recreativa Usipa através do Centro de Biodiversidade (CEBUS), encerra o ano com uma retrospectiva marcada por esforços na proteção da vida selvagem e na promoção da conservação ambiental na região do Vale do Aço e no estado.

Durante o último ano, o programa recebeu animais apreendidos ou resgatados pela Polícia de Meio Ambiente, Corpo de Bombeiros e Instituto Estadual de Florestas (IEF).

O balanço anual apresenta um quadro detalhado do impacto do programa, com os seguintes dados:

Entraram 428 animais.
Foram reabilitados (salvos) 315 animais.
Infelizmente, 113 animais não resistiram às condições adversas.
104 animais foram devolvidos à natureza.
73 animais foram transferidos para outras instituições, sendo o CETAS uma delas.
Atualmente, 136 animais permanecem em tratamento.

Foto:Divulgação

Os animais que não apresentam condições adequadas para serem reintegrados à vida selvagem são encaminhados para abrigos permanentes. O Zoológico da Usipa é responsável por acolher uma significativa parcela desses animais, juntamente com outras instituições estaduais, como Mantenedores de Fauna, Criatórios e diversos zoológicos.

Lélio Costa e Silva, responsável técnico pelo CEBUS e pelo acompanhamento e tratamento dos animais, compartilhou sua perspectiva positiva sobre o balanço anual: "Este ano, enfrentamos desafios significativos, mas também celebramos conquistas notáveis. Os números refletem o comprometimento da equipe e o cuidado dedicado a cada animal. Cada vida salva e cada animal devolvido à natureza são testemunhos do impacto positivo do trabalho;”

O Cebus e a Usipa agradecem à ARPAVA, o IEF, o Ministério Público, a Polícia de Meio Ambiente, o Corpo de Bombeiros, o Frigorífico Paladar, a Cooperativa Consul, a Usiminas e a todos os doadores e voluntários que contribuíram para o tratamento e bem-estar dos animais.

 

Destaques