Epidemia de dengue e chikungunya assola Minas Gerais com números alarmantes

Casos de dengue mais que dobram em uma semana; Belo Horizonte enfrenta grande procura por atendimento médico

Por Plox

30/01/2024 07h44 - Atualizado há 6 meses

Crescimento Acentuado de Casos de Dengue e Chikungunya Minas Gerais está enfrentando um aumento significativo nos casos de dengue e chikungunya. Dados recentes da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) indicam que o número de casos prováveis e confirmados de dengue dobrou em apenas uma semana, atingindo 64.724 casos prováveis e 23.389 confirmados. Da mesma forma, a chikungunya apresentou um aumento preocupante, com 6.206 casos confirmados. A situação é ainda mais alarmante considerando-se as mortes em investigação, que aumentaram de 14 para 35 no mesmo período.

Getty imagens

Situação em Belo Horizonte Na capital, Belo Horizonte, a demanda por atendimento médico tem sido intensa. A prefeitura local abriu cinco centros de saúde durante o fim de semana para atender prioritariamente pessoas com sintomas de arboviroses. Até o último balanço, a cidade registrava 665 casos confirmados de dengue, com outros 4.083 em análise. Relatos de longas filas e espera prolongada nas unidades de pronto atendimento, como a UPA Leste, ilustram a gravidade da situação.

Relatos Pessoais Refletem o Agravamento da Epidemia Os cidadãos de Belo Horizonte têm enfrentado desafios diretos devido ao surto. Sara Lopes, uma jovem de 17 anos, relatou espera prolongada por atendimento médico, mesmo apresentando sintomas severos. Fernando Luiz, um frentista de 36 anos, também compartilhou sua experiência ao buscar atendimento médico devido a sintomas compatíveis com dengue. Esses relatos pessoais destacam a urgência da situação e a necessidade de medidas efetivas para controlar o surto.

Destaques