Influenciador Renato Cariani e mais dois amigos são indiciados pela PF em caso de tráfico e lavagem de dinheiro

Influenciador nega envolvimento

Por Plox

30/01/2024 13h40 - Atualizado há 6 meses

Renato Cariani, conhecido influenciador fitness e empresário, foi indiciado pela Polícia Federal (PF) de São Paulo por envolvimento em atividades relacionadas ao tráfico de drogas e lavagem de dinheiro. Juntamente com dois amigos, Cariani é acusado de participar no desvio de produtos químicos usados na fabricação de crack e cocaína. O inquérito concluído pela PF agora segue para o Ministério Público Federal (MPF), que avaliará a possibilidade de formalizar as acusações. Atualmente, todos os suspeitos respondem em liberdade.

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Segundo a PF, Cariani estaria fornecendo insumos para uma rede de tráfico controlada pelo Primeiro Comando da Capital (PCC). Esta conexão foi identificada durante a Operação Downfall, que em 2023 prendeu Fábio Spinola Mota, suposto membro da facção criminosa. As investigações apontam que o influenciador utilizava notas fiscais falsificadas e contas laranjas para mascarar a movimentação dos produtos, implicando indevidamente a empresa AstraZeneca no esquema.

Se as acusações forem aceitas pela Justiça, Cariani e seus associados irão a julgamento. Em defesa, Cariani, que tem uma grande base de seguidores online, divulgou um vídeo em dezembro passado refutando as acusações. Ele alegou ser alvo de perseguição devido ao seu sucesso profissional, afirmando ser inocente das acusações de envolvimento com o tráfico de drogas.

Destaques