Padre Kelmon, ex-candidato à Presidência, anuncia pré-candidatura à Prefeitura de São Paulo

Após repercussão nas eleições de 2022, Kelmon volta ao cenário político

Por Plox

30/01/2024 15h31 - Atualizado há 6 meses

Padre Kelmon, que ganhou notoriedade nas redes sociais durante as eleições presidenciais de 2022, anunciou nesta terça-feira (30) sua pré-candidatura à Prefeitura de São Paulo. O anúncio foi feito por sua assessoria de imprensa, marcando o retorno do ex-candidato à Presidência da República ao cenário político. Kelmon, de 46 anos, natural de Acajutiba, a cerca de 185 km de Salvador, inicialmente se apresentou como padre e membro da Igreja Ortodoxa durante a campanha presidencial.

No entanto, sua ordenação como padre foi envolvida em controvérsias. A representação eclesiástica no Brasil não reconheceu a legitimidade de sua ordenação. Além disso, em dezembro de 2022, Kelmon foi desligado da Igreja Ortodoxa do Peru no Brasil, conforme divulgado em nota oficial. A declaração foi assinada pelo arcebispo metropolitano no Peru e autoridade máxima da Igreja Católica Apostólica Ortodoxa do Peru, Mor Francisco Ángel Ernesto Móran Vidal, e o Mons. Miguel Phellype Thiago Martins, vigário episcopal no Brasil.

Foto: Reprodução/ Redes Sociais

Apesar dessas controvérsias, Padre Kelmon se mantém ativo no cenário político brasileiro, agora almejando um cargo no executivo municipal de São Paulo. Sua pré-candidatura suscita debates e expectativas, especialmente entre aqueles que acompanharam sua participação nas eleições presidenciais de 2022.

Destaques