Brasil consegue abertura no mercado indonésio para importação de carnes

30/08/2019 07:14

Outro destaque é a mudança de normas feitas pela Receita Federal para o Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural

Publicidade

Em uma temporada com resultados excepcionais na importação, a pecuária nacional conseguiu mais um mercado na Ásia. Agora, é a vez da Indonésia anunciar a abertura de relações comerciais para a carne brasileira. Quem vai nos dar mais detalhes sobre essa novidade é a jornalista Carla Mendes, do Notícias Agrícolas.

“Realmente, o anúncio foi feito pela ministra da Agricultura, Tereza Cristina. Segundo ela, Serão dez plantas habilitadas para a importação de pelo menos 25 mil toneladas de carne bovina para a Indonésia. Essa é mais uma conquista do agronegócio brasileiro. É claro que agora vamos ver a pecuária assumindo ainda mais responsabilidades para manter esse mercado”, comentou a jornalista.

Reprodução Agência Rádio MaisWhatsApp-Image-2017-10-01-at-18.06

Números apresentados pelo Cepea apontam para um crescimento da exportação da fruta brasileira para a União Europeia. Quais são os números e os motivos desse aumento?

“A União Europeia é uma das maiores consumidoras de banana do mundo, o que vem garantindo o aumento dos nossos embarques para os europeus. Os embarques nacionais de janeiro a julho deste ano somaram 16 mil toneladas, 321% a mais que no mesmo período de 2018. Esses são dados da Secex, a Secretaria de Comércio Exterior. Além disso, a receita gerada com a venda externa de banana gerou uma renda de quase US$ 7 milhões”, afirmou Carla.

Pelo segundo mês seguido, os preços do produto sofreram uma queda, de acordo com valores divulgados pelo Cepea. A chamada “Média Brasil” teve um recuo de 4,25% em agosto, no comparativo com julho. Quais os valores e os motivos para essas quedas?

“Esse cenário de quedas nos preços vem, principalmente, de uma pressão das indústrias, que tiveram as suas margens bem ajustadas no primeiro semestre do ano, por conta dos altos preços da matéria prima e das fracas negociações no setor de lácteos. Com isso, a “Média Brasil” fechou em R$1,34 por litro, um recuo de mais de 4% em relação ao mês anterior”, finalizou.
 



Publicidade