Jovem é morta pelo companheiro em Governador Valadares

Os dois tinham brigado na noite da última sexta-feira e a vítima apresentava estrangulamento

Por Plox

30/08/2022 08h22 - Atualizado há mais de 1 ano

Nessa segunda-feira (29), uma jovem de 21 anos, identificada como Camila Nelcina Pamila Oliveira, foi encontrada morta em casa. O crime aconteceu na rua Luiz Simões, no bairro Santo Antônio, em Governador Valadares. O companheiro da jovem é o acusado do crime e segue sendo procurado pelas autoridades.

A sogra da vítima acionou a Polícia Militar, informando que tinha encontrado a nora dentro de casa, sem vida. Imediatamente, os policiais militares foram até a residência e se depararam com Camila, porém, a sogra não estava mais na residência.

Foto: Galvão/ Plox

 

No local, estava a irmã de Camila, identificada como C.M. Ela disse aos policiais que vizinhos a procuraram e informaram que sua irmã tinha morrido. C.M. disse aos policiais que encontrou Camila caída no chão do quarto, com alguns panos enrolados no pescoço e uma toalha cobrindo o rosto.

Ela ainda afirmou que na última sexta-feira (26), a irmã teria apanhado do companheiro. Ele teria ameaçado Camila, que colocou o companheiro para fora de casa, porém, não registrou a ocorrência junto às autoridades.

Ainda segundo C.M., Camila relatou no domingo (28) que o companheiro teria mandado diversas mensagens, via WhatsApp.Vizinhos disseram aos policiais que após a briga de sexta, o companheiro de Camila dormiu duas noites na casa deles, porém, foi embora no domingo.

Camila Nelcina Pamila Oliveira. Foto: Galvão/ Plox

 

Vizinhos também disseram aos policiais que não ouviram nenhum barulho atípico. Os policiais falaram com a sogra de Camila, tendo ela relatado que esteve no local devido a sua filha, cunhada de Camila, que o irmão tinha feito uma besteira e matado Camila.

A perícia da Polícia Civil compareceu ao local e realizou os trabalhos de praxe. Conforme a perícia, o corpo apresentava rigidez cadavérica, indicando que a morte teria ocorrido na noite anterior. A mulher apresentava um ferimento entre o nariz e boca, uma pequena ferida na perna direita e sinais de estrangulamento. Após os trabalhos o corpo foi removido.

Os policiais realizaram diligências em endereços prováveis do companheiro de Camila, porém, ele não foi localizado. Seguem as diligência.
 

Destaques