Neuralink de Elon Musk avança com primeiro implante cerebral em humano

O chip busca monitorar a atividade neuronal e controlar dispositivos pelo pensamento

Por Plox

31/01/2024 17h40 - Atualizado há 2 meses

Foto: Reprodução

A Neuralink, companhia de nanotecnologia de Elon Musk, alcançou um marco significativo com o sucesso do primeiro implante cerebral em um ser humano. O anúncio foi feito por Musk no X (anteriormente conhecido como Twitter), revelando que o paciente está se recuperando bem da cirurgia realizada no domingo, 28 de janeiro. Este chip tem como objetivo monitorar a atividade dos neurônios e possibilitar o controle de celulares e computadores através do pensamento.

Foto: Divulgação

Avanços e Desafios da Tecnologia Neuralink

O projeto, nomeado 'Telepatia', é parte de um programa maior conhecido como Interface Cérebro-Computador (ICC). Após receber autorização dos conselhos de fiscalização no ano passado, a Neuralink começou a buscar os primeiros participantes humanos para os testes, priorizando pessoas com tetraplegia devido a lesões na medula espinhal ou portadoras de Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA). O chip, uma sonda contendo três mil eletrodos, promete uma série de avanços, como a possibilidade de "baixar" informações e memórias, além de oferecer tratamentos potenciais para cegueira e paralisia.

Ceticismo e Preocupações Éticas

Apesar do otimismo em torno do projeto, especialistas expressaram ceticismo quanto à viabilidade de alguns objetivos, como a telepatia. Juan Alvaro Gallego, pesquisador de ICC do Imperial College de Londres, destacou a complexidade do cérebro humano, ressaltando a falta de compreensão sobre como e onde os pensamentos são armazenados. Giacomo Valle, engenheiro neural da Universidade de Chicago, também salientou a limitação na quantidade de informações que podem ser decodificadas do cérebro. Além disso, preocupações éticas surgiram em relação à invasividade do procedimento e aos riscos de infecção ou rejeição imunológica.

Foto: Reprodução/ redes sociais

Controvérsias e Penalidades

Recentemente, a Neuralink enfrentou controvérsias, incluindo uma multa por violar regulamentações de transporte de materiais perigosos do Departamento de Transporte dos EUA (DOT). Além disso, relatórios veterinários indicaram que macacos submetidos a procedimentos semelhantes desenvolveram complicações graves, como paralisia, convulsões e inchaço cerebral. 

 


 

Destaques