Secretário de Saúde de MG volta a afirmar que Vale do Aço preocupa

Fábio Baccheretti fez o comentário durante coletiva nesta quarta-feira

Por Plox

31/03/2021 15h07 - Atualizado há cerca de 3 anos

Em live realizada nesta quarta-feira (31), o secretário de Saúde de Minas Gerais, Fábio Baccheretti, após anúncio da prorrogação da onda roxa até o dia 11 de abril, voltou a afirmar que a região do Vale do Aço preocupa. 

O secretário afirmou que a região do Vale do Aço, em especial, é muito preocupante. “O Vale do Aço, Oeste e região Central são regiões que nos preocupam, porque são onde temos o maior número de pacientes aguardando leitos”

O secretário disse ainda que o crescimento de contágio pela doença é desproporcional à capacidade de leitos. “O crescimento da doença é muito maior do que a capacidade de abertura de leitos, pela escassez de recursos humanos e de insumos”, explicou. 

De acordo com Fábio Baccheretti, esse é o pior momento da pandemia. Ele também fez um apelo para que a população contribua com as medidas impostas pela onda roxa, para que, em breve, seja possível estabelecer uma melhora. 

“Qualquer reunião com familiares, amigos, aumenta e muito a possibilidade de contágio e vivemos um momento que não há tempo para arrependimento”, orientou. 

Foto: reprodução

“A cada semana iremos discutir os dados, para ver se há ou não a possibilidade de regredir alguma região do estado”, disse. Fábio também enfatizou que o apoio das gestões municipais é essencial. “As regiões em que há um maior empenho da gestão municipal a gente vê que os frutos são colhidos de forma mais rápida”, afirmou.

Destaques