PF prende dois acusados de ameaçar familiares de Alexandre de Moraes

Operação ocorreu em São Paulo e no Rio de Janeiro; cinco mandados de busca e apreensão foram cumpridos

Por Plox

31/05/2024 13h21 - Atualizado há 13 dias

A Polícia Federal (PF) realizou a prisão de duas pessoas nesta sexta-feira (31) sob a acusação de ameaçar familiares do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes. As prisões foram efetuadas nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, como parte de uma investigação mais ampla sobre ameaças contra o ministro e seus entes queridos. Além das prisões, cinco mandados de busca e apreensão foram executados.


Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Prisões determinadas pelo STF

As prisões foram ordenadas pelo próprio Supremo Tribunal Federal, atendendo a um pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR). Os nomes dos suspeitos não foram revelados pela Polícia Federal.

Histórico de ameaças

Esta operação é parte de uma nova investigação que apura ameaças contra Alexandre de Moraes e sua família. Em 2023, o ministro e seu filho enfrentaram hostilidades no Aeroporto de Roma, na Itália. Segundo reportagens, o grupo ofendeu o ministro, chamando-o de "bandido e comunista". O filho de Moraes foi agredido fisicamente ao confrontar os insultos. Na época, Alexandre de Moraes estava na Itália para uma palestra na Universidade de Siena.

 

 

 


 

Destaques