Trump pode ser preso após condenação?

ex-presidente dos EUA é declarado culpado em 34 acusações de suborno e fraude financeira

Por Plox

31/05/2024 06h50 - Atualizado há 16 dias

Donald Trump, ex-presidente dos Estados Unidos, foi condenado por fraude financeira ao ocultar um pagamento de US$ 130 mil para comprar o silêncio da atriz pornô Stormy Daniels durante a eleição de 2016, na qual derrotou Hillary Clinton. O veredito unânime do júri, composto por 12 pessoas, foi anunciado nesta quinta-feira (30) em Nova York, declarando Trump culpado em todas as 34 acusações.

Foto: reprodução

 

Trump pode ser preso?

O juiz Juan Merchan determinará a pena em 11 de julho. A condenação pode levar a uma sentença de até quatro anos de prisão, mas analistas consideram improvável que Trump vá para a cadeia. Fatores atenuantes incluem sua idade (77 anos), o fato de ser sua primeira condenação criminal, a natureza não violenta do crime e seu histórico como ex-presidente. A pena mais provável é uma multa e liberdade condicional.

Ele ainda pode ser presidente?

Sim, nos Estados Unidos, uma condenação criminal não impede alguém de concorrer à presidência. A Constituição dos EUA estabelece apenas três requisitos para a presidência: ser nascido nos EUA, ter pelo menos 35 anos e residir no país por 14 anos. Portanto, Trump ainda pode concorrer, mesmo que seja preso.

Histórico de candidatos condenados:

  • Eugene Debs concorreu à presidência em 1920 enquanto estava preso, obtendo cerca de 1 milhão de votos.
  • Lyndon LaRouche concorreu várias vezes entre 1976 e 2004, inclusive durante um período em que estava preso, conseguindo 26 mil votos em uma das eleições.

No entanto, é a primeira vez que um ex-presidente dos EUA enfrenta uma condenação criminal, o que torna incerta a reação do eleitorado. A eleição está marcada para 5 de novembro.

Reação de Trump ao veredito

Trump afirma ser vítima de perseguição política e critica o julgamento, alegando ser parte de uma campanha para impedir seu retorno à Casa Branca. Ao deixar o tribunal, ele atacou o juiz e declarou: "Isso foi uma desgraça. Este foi um julgamento manipulado por um juiz em conflito de interesses e corrupto." Ele também disse que o "verdadeiro veredito" virá em novembro, na eleição.

Outros casos criminais envolvendo Trump

Além do caso de suborno, Trump enfrenta outras três acusações criminais que ainda não foram julgadas:

Caso do 6 de janeiro: Trump é acusado de tentar se manter no poder ilegalmente após perder a eleição de 2020 para Joe Biden. A invasão do Congresso em 6 de janeiro de 2021 faz parte dessas acusações. A data do julgamento ainda não foi marcada.

Tentativa de reverter o resultado da eleição na Geórgia: Trump é acusado de tentar reverter ilegalmente os resultados da eleição no estado da Geórgia. O julgamento ainda não tem data definida.

Documentos sigilosos: Após deixar o governo, Trump levou documentos sigilosos e não os devolveu, resultando em um processo criminal. A data do julgamento também não foi marcada.

Destaques