Ordem para retomada das obras na LMG-760 está prevista para próxima semana

31/07/2020 10:48

A obra foi incluída em um programa da Fundação Renova, que trata da recuperação dos danos causados pela Tragédia de Mariana

A grande mobilização da deputada estadual Rosângela Reis (Podemos) e outras lideranças em prol da retomada da pavimentação da LMG-760, entre Cava Grande, distrito de Marliéria, até o entroncamento da BR-262, gerou resultado. Está previsto que o governador Romeu Zema assine a ordem de serviço para a retomada na próxima terça-feira (4).

A obra foi incluída em um programa da Fundação Renova, que trata da recuperação dos danos causados pela Tragédia de Mariana, e deve voltar nos próximos meses.

A Fundação Renova aprovou em maio o repasse de R$ 600 milhões para obras nos setores de saúde e infraestrutura em municípios da bacia do Rio Doce atingidos pelo rompimento da barragem de Fundão. Parte deste recurso, R$ 128 milhões, são para a pavimentação da LMG-760, entre Cava Grande, distrito de Marliéria, até o entroncamento da BR-262.

 

LMG-760A LMG-760 é importante para a ligação entre o Vale do Aço e à Zona da Mata. Foto: divulgação
 

O pedido inicial pela inclusão da LMG-760 no programa da Fundação Renova foi feito por Rosângela Reis em uma reunião realizada em 28 de novembro de 2019, com a secretária-adjunta da Secretaria de Estado de Planejamento (Seplag), Luísa Barreto, e a assessora do secretário de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra), Viviane Gomide, na Cidade Administrativa, em BH.

Segundo Rosângela Reis, a notícia é uma esperança para quem precisa transitar pela estrada.

“Sabemos que essa pavimentação gera até descrença, depois de tantos vai e voltas, pois desde maio de 2018 a obra está parada. Mas graças ao nosso empenho conseguimos o acordo entre o Governo de Minas Gerais e a Fundação Renova.”, afirmou Rosângela Reis.

 

Luta pela retomada da pavimentação da LMG-760

A batalha da deputada Rosângela Reis pela pavimentação da LMG-760 já dura desde 2013. Após a paralisação das obras em 2018, a parlamentar focou suas forças na tentativa de viabilizar a obra por outros meios. Um deles, era pela Fundação Renova.

Em novembro de 2019, Rosângela Reis se reuniu com a secretária-adjunta da Secretaria de Estado de Planejamento (Seplag), Luísa Barreto, e a assessora do secretário de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra), Viviane Gomide, na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte. O pedido era para que o Estado iniciasse a negociação com a Renova.

Antes disso, em 7 de novembro, Rosângela Reis também se encontrou com os representantes de Relacionamento Institucional da Fundação Renova, Wesley Costa e Anthônio Matheus, no gabinete da parlamentar, em Belo Horizonte. A deputada reforçou o pedido para que os recursos para a reparação dos danos ao Parque Estadual do Rio Doce (PERD) também sejam direcionados para a LMG 760.