Ipatinga

famosos

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Cidade de MG terá show de Simone e Simaria de R$ 520 mil após cancelamento de Gusttavo Lima

    Conceição do Mato Dentro divulgou os contratos de mais cinco atrações da tradicional cavalgada, que somam R$ 730 mil

    Por Plox

    01/06/2022 15h55 - Atualizado há cerca de 1 mês

    A Prefeitura de Conceição do Mato Dentro, a 164 km de Belo Horizonte, divulgou mais cinco atrações que vão se apresentar na tradicional Cavalgada do Jubileu do Senhor Bom Jesus de Matozinhos. Através do portal da transparência, a administração do município confirmou a contratação da dupla Simone e Simaria pelo cachê de R$ 520 mil.

    As cinco apresentações somam R$ 730 mil (veja os valores abaixo). Anteriormente, a prefeitura já havia confirmado o show de outros seis artistas ou duplas, entre eles o de Gusttavo Lima, a R$ 1,2 milhão, e o de Bruno e Marrone, a R$ 520 mil. Após o Ministério Público de Minas Gerais abrir um procedimento para avaliar a necessidade de investigar o gasto milionário, o chefe do município, José Fernando Aparecido de Oliveira (MDB), cancelou as apresentações.

     

    Dupla é uma das atrações do evento

     

    O contrato assinado com a equipe de Gusttavo Lima, em abril deste ano, previa o pagamento de metade do cachê (R$ 600 mil) no dia da assinatura, porém, por problemas na documentação, o valor não foi pago. Em entrevista à Record TV Minas, o prefeito confirmou que pretende negociar a multa de rescisão após o cancelamento.

    "Gusttavo Lima é o maior cantor sertanejo do Brasil e arrasta multidões. O povo de Conceição do Mato Dentro tem o direito de assistir o cantor ao vivo. Já recebemos na cidade grandes cantores como o Zezé de Camargo e o Luciano, mas o cancelamento é necessário para preservar a paz, a ordem e a imagem do evento", afirmou Oliveira após a repercussão negativa das contratações.

    Segundo o município, o pagamento das atrações será feito com recursos vindos da CFEM (Contribuição Financeira pela Exploração Mineral), taxa que a prefeitura recebe pela exploração minerária na cidade.  Na prática, o dinheiro só pode ser empregado "em projetos que, direta ou indiretamente, revertam em prol da comunidade local, na forma de melhoria da infraestrutura, da qualidade ambiental, da saúde e educação". No entanto, o chefe da cidade afirmou que não há irregularidades.

     

     

     

    "Os recursos do evento são dos royalties da mineração e a lei define que serão destinados pelo menos 20% para atividades relativas à diversificação econômica. O turismo é uma grande atividade de desenvolvimento econômico do município e a festa, uma das maiores entre os eventos religiosos no Brasil. É a segunda maior cavalgada do país. Como administrador público, só faço o que a lei me permite fazer", finalizou.

    A reportagem entrou em contato com a assessoria da dupla Simone e Simaria e aguarda retorno. A equipe de Gusttavo Lima ainda não se pronunciou sobre o caso e a de Bruno e Marrone disse que não vai comentar a repercussão. 

     

    Confira as cinco apresentações confirmadas recentemente:

    - Simone & Simaria: R$ 520 mil;
    - Padre Alessandro Campos: R$ 162 mil;
    - Boris Furman: R$ 26 mil;
    - Parada Quente: R$ 12 mil;
    - Henrique Romero: R$ 10 mil.

    Atrações já confirmadas anteriormente:

    - Gusttavo Lima: R$ 1,2 milhão (Cancelado);
    - Bruno e Marrone: R$ 520 mil (Cancelado);
    - João Carreiro: R$ 100 mil;
    - Thiago Jhonathan: R$ 90 mil;
    - Israel & Rodolffo: R$ 310 mil;
    - Di Paulo & Paulino: R$ 120 mil.

    Fonte: https://noticias.r7.com/minas-gerais/cidade-de-mg-tera-show-de-simone-e-simaria-de-r-520-mil-apos-cancelamento-de-gusttavo-lima-01062022
    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2022[email protected]