BR-381: 300 motociclistas disputam racha, invadem contramão e atiram para o alto

01/08/2020 21:14

Suspeitos jogaram suas motocicletas em militares durante operação de cerco e bloqueio na Via Expressa de Contagem; grupo estava armado e PM dispersou criminosos com balas de borrac

Trezentos motociclistas, aproximadamente, colocaram em risco motoristas e pedestres que seguiam pela BR-381 entre os municípios de Contagem e Betim na região metropolitana de Belo Horizonte na madrugada deste sábado (1º). Denunciados à Polícia Militar (PM), os suspeitos fugiram em elevada velocidade pela rodovia Fernão Dias, arremessando suas motos na contramão em direção que seguiam na pista e atacando os próprios policiais com suas motocicletas. Alguns deles estavam armados no momento da corrida e chegaram a disparar  como forma de intimidação à PM, segundo descrito na ocorrência.

De acordo com a Polícia Militar, o grupo era composto por cerca de 300 motociclistas  Foto: Reprodução/Globo

Um dos suspeitos de participar do racha acabou detido pela polícia após intensa perseguição pela Via Expressa de Contagem. Ele não conseguiu se equilibrar na motocicleta que caiu no chão derrubando-o e jogando também uma mulher que seguia na garupa. O suspeito tem 21 anos, não possui carteira de habilitação e foi enquadrado por inúmeros crimes, entre eles a prática de direção perigosa que ameaça e a segurança de outros. A moça que seguia com ele tem apenas 18 anos e precisou ser acompanhada pelos pais durante os procedimentos na delegacia.

Irresponsabilidade

Os primeiros chamados a respeito de uma corrida na BR-381 chegaram à polícia em torno de 1h45 da madrugada deste sábado (1º). Denunciantes apontaram que os motociclistas realizavam manobras muito perigosas em alta velocidade, invadindo ainda a contramão e arremessando suas motos em direção a outros motoristas e até pedestres. Eles trafegavam sem placas de identificação ou com as placas levantadas e cobertas. Frente o risco, a equipe de comando tático da Polícia Militar de Betim montou uma operação de cerco e bloqueio na Via Expressa de Contagem.

Ao encontrar os militares interditando o caminho, parte do grupo decidiu apenas desrespeitar as ordens de parada e fugir pela contramão. Outros suspeitos aceleraram em direção às viaturas e arremessaram as motocicletas contra os agentes. Alguns deles disputavam a corrida munidos com armas de fogo e logo que perceberam a abordagem da PM começaram a disparar – tanto para o alto quanto para os militares.

De acordo com o descrito na ocorrência, foi necessário o uso de balas de borracha para dispersar o racha. A polícia perseguiu alguns dos suspeitos, sendo que oito deles fugiram pelo bairro Industrial São Luiz. Entretanto, um deles acabou perdendo o equilíbrio da moto na rua Astolfo Dutra e caiu, derrubando também uma mulher que seguiu na garupa. A jovem de 18 anos exigiu receber atendimento médico por dores no braço e foi levada até a UPA Teresópolis em Betim, onde a equipe constatou que ela sofreu apenas lesões leves sendo recomendado uso exclusivo de compressa de gelo.

Depois de cair da moto, o companheiro dela resistiu à prisão. Contudo, levado para o batalhão, ele declarou que inúmeros amigos marcaram um “rolê noturno” pelo WhatsApp e que aconteceria a partir de 1h da madrugada deste sábado (1º). Segundo ele, o grupo queria disputar corrida e exibir manobras. Conforme marcado, os motociclistas se reuniram em frente à fábrica da Vilma Alimentos em Contagem, de onde partiram em direção a Betim. O suspeito não tinha carteira e a moto dele foi apreendida.

Fonte: https://www.otempo.com.br/cidades/br-381-300-motociclistas-disputam-racha-invadem-contramao-e-atiram-para-o-alto-1.2367010