Brasil

acontece

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Forte chuva eleva nível de água de córrego, que inunda ruas de Naque e deixa moradores ilhados. Veja fotos

    Não houve feridos e nem desaparecidos na ocorrência. Os bombeiros continuam monitorando o local e realizando levantamentos

    Por Plox

    01/12/2022 10h23 - Atualizado há mais de 1 ano

    As ruas da cidade de Naque, Região do Vale do Aço, amanheceram nesta quinta-feira tomadas por um grande volume de água. Equipes de salvamento do Corpo de Bombeiros constataram que houve uma elevação repentina do ribeirão que corta a cidade devido ao grande volume de chuva. A elevação do nível da água chegou a cinco metros.

    Moradores ficaram sem ter como sair de casa. Foto: Corpo de Bombeiros/ Divulgação.

     

    De acordo com a guarnição que compareceu ao local, dois prédios próximo ao ribeirão foram atingidos. As águas invadiram a garagem impedindo a saída dos moradores. Porém, os Bombeiros afirmaram que não havia risco de desabamento.

    As ruas próximo ao córrego se transformaram em rios. Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação.

     

    Os moradores foram evacuados em segurança. Com a cessão temporária das chuvas, o nível do córrego está retornando ao normal. Os bombeiros continuam monitorando o local e realizando levantamentos detalhados sobre o número de desalojados, desabrigados, danos e riscos de deslizamento.

    Registro de um morador de um dos prédios atingidos pelas águas. Foto: reprodução/Internet.

    Não houve feridos e nem desaparecidos na ocorrência.

    Chuvas deixa 84 famílias foram desalojadas e outras duas estão desabrigadas em Coronel Fabriciano

    As intensas chuvas tem causado estragos por todo o território brasileiro. Estima-se que ao menos 8,6 mil pessoas precisaram deixar suas casas. O número considera os balanços divulgados em cinco estados. Minas Gerais tem registrado uma das situações mais críticas. Entre desalojados e desabrigados, o estado registra 4.181 pessoas fora de suas casas e 39 municípios em situação de emergência. Duas mortes foram registradas, nas cidades de Bom Jesus do Galho e Piraúba.

    Em Coronel Fabriciano, cidade do Vale do Aço, 84 famílias foram desalojadas e outras duas estão desabrigadas (tiveram de deixar suas casas provisoriamente). A secretária de Governança e Assistência Social, Letícia Godinho, afirmou que está sendo feito um trabalho para identificar as famílias atingidas pelas chuvas.

    “No primeiro momento, é o atendimento às demandas emergenciais. Uma proteção emergencial que as pessoas precisam e cadastros das famílias para identificar quem foi atingido, quem foi desabrigado, quem foi desalojado”, disse Godinho.

    A Prefeitura do município mineiro informou que mantém equipes nas ruas para atender as famílias, limpar ruas e realizar vistorias nas áreas afetadas pelas fortes chuvas. Os bairros mais afetados foram Frederico Ozanan, Judith Bhering, Manoel Maia, Caladão e arredores, com registros de alagamentos e escoamento de lama. 

    Chuvas pelo país

    De acordo com os dados atualizados hoje (30) pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a previsão é de mais chuvas até segunda-feira (5) e há alertas para a maior parte do país.

    Os dados do Inmet apontam ainda que 23 unidades da federação - Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Roraima, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins - possuem áreas de alerta laranja, quando há risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas.


     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2024[email protected]