Ipatinga

esportes

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Abramovich diz criar fundo de caridade para doar dinheiro de venda do Chelsea

    O dinheiro será doado para ajudar as vítimas da guerra entre Rússia e Ucrânia

    Por Plox

    02/03/2022 22h48 - Atualizado há cerca de 2 meses

    O bilionário ucraniano, Roman Abramovich, usou as redes sociais do Chelsea para dizer que preferiu colocar o clube a venda diante de tudo o que vem acontecendo. O que ninguém esperava é que o dinheiro será doado para ajudar as vítimas da guerra entre Rússia e Ucrânia.

    “Instruí minha equipe a criar uma fundação de caridade onde todos os lucros líquidos da venda serão doados. A fundação será para o benefício de todas as vítimas da guerra na Ucrânia. Isso inclui fornecer fundos essenciais para as necessidades urgentes e imediatas das vítimas, bem como apoiar o trabalho de recuperação de longo prazo”, disse.

    O empresário ainda destacou na nota que a vontade de vender o clube nunca foi especulada por ele, mas devido ao que pedem torcedores, patrocinadores e outros, isso será feito. 

    “Na situação atual, tomei, portanto, a decisão de vender o Clube, pois acredito que seja do interesse do Clube, dos adeptos, dos colaboradores, bem como dos patrocinadores e parceiros do Clube. Por favor, saibam que esta foi uma decisão incrivelmente difícil de tomar, e me dói me separar do Clube dessa maneira. No entanto, acredito que isso seja do melhor interesse do clube”, completou.

     

    Crédito: Chelsea FC / Twitter

     

    No fim da nota, Abramovich ainda diz querer voltar ao estádio do Chelsea para poder despedir do local. “Espero poder visitar Stamford Bridge uma última vez para me despedir de todos vocês pessoalmente”, disse a nota.

    Veja a publicação completa: 

    Gostaria de abordar a especulação na mídia nos últimos dias em relação à minha propriedade do Chelsea FC. Como já disse antes, sempre tomei decisões com o melhor interesse do Clube em mente. Na situação atual, tomei, portanto, a decisão de vender o Clube, pois acredito que seja do interesse do Clube, dos adeptos, dos colaboradores, bem como dos patrocinadores e parceiros do Clube.

    A venda do Clube não será acelerada, mas seguirá o devido processo. Eu não vou pedir nenhum empréstimo para ser reembolsado. Isso nunca foi sobre negócios ou dinheiro para mim, mas sobre pura paixão pelo jogo e pelo clube. Além disso, instruí minha equipe a criar uma fundação de caridade onde todos os lucros líquidos da venda serão doados. A fundação será para o benefício de todas as vítimas da guerra na Ucrânia. Isso inclui fornecer fundos essenciais para as necessidades urgentes e imediatas das vítimas, bem como apoiar o trabalho de recuperação de longo prazo.

    Por favor, saibam que esta foi uma decisão incrivelmente difícil de tomar, e me dói me separar do Clube dessa maneira. No entanto, acredito que isso seja do melhor interesse do clube.

    Espero poder visitar Stamford Bridge uma última vez para me despedir de todos vocês pessoalmente. Foi um privilégio de uma vida fazer parte do Chelsea FC e estou orgulhoso de todas as nossas conquistas conjuntas. O Chelsea Football Club e seus torcedores estarão sempre em meu coração.

    Obrigado,

    Decisão de vender
    O empresário russo Roman Abramovich, dono do Chelsea (Inglaterra), decidiu vender o clube londrino e prometeu doar os recursos da venda a grupos de ajuda às vítimas da guerra na Ucrânia. O anúncio foi feito em nota oficial, na tarde desta quarta (2). A decisão de Abramovich ocorre seis dias após a invasão da Ucrânia por forças militares russas, o que desencadeou uma série de sanções financeiras à Rússia. 

    "Sempre tomei decisões com o melhor interesse do clube no coração", disse Abramovich em comunicado.  "Na situação atual, tomei a decisão de vender o clube, pois acredito que isso seja do melhor interesse do clube, dos torcedores, dos funcionários, bem como dos patrocinadores e parceiros do clube", completou Abramovic, proprietário do clube londrino desde 2003.

     

    Foto: Divulgação

     

    No último sábado (26), o magnata russo chegou a anunciar que repassaria a administração do Chelsea aos curadores da fundação de caridade do clube. O time é o terceiro colocado no Campeonato Inglês e no domingo (27) perdeu para o Liverpool a Copa da Liga Inglesa, por 11 a 10 na cobrança de pênaltis, após empate em 0 a 0 no tempo regulamentar. 

    Negociação de paz na guerra

    Depois de se afastar do Chelsea, Roman Abramovich está tentando intermediar uma paz entre Rússia e Ucrânia. As informações são de um porta-voz do empresário que foi muito criticado nos últimos dias. 

    No último sábado (26), o russo passou o comando para a Fundação de caridade do clube. O fato só aconteceu depois que um deputado da Inglaterra começou a pedir o afastamento de Abramovich por ele ter ligação com o presidente russo e apoiar o ataque à Ucrânia. 

    Foto: Reprodução/ Twitter / B24

     

    Depois de toda essa questão envolvendo o bilionário, o seu estafe comunicou aos veículos de imprensa que ele estaria atuando como um mediador entre as partes para que esse acordo de paz seja acertado entre os dois países. 

    "Posso confirmar que Roman Abramovich recebeu contatos da Ucrânia para ajudar a encontrar uma solução pacífica, e ele vem tentando ajudar desde então", disse.

    "Considerado a gravidade das questões, pedimos a compreensão de todos sobre o porquê de não termos comentado sobre a situação ou sobre o envolvimento de Abramovich nisso", afirmou o porta voz.

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2022[email protected]