Ipatinga

saúde

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    LPF: entenda como funciona e os benefícios da técnica da ‘barriga negativa’

    LPF: entenda como funciona e os benefícios da técnica da ‘barriga negativa’

    Por Plox

    02/04/2022 12h55 - Atualizado há cerca de 2 meses

    Conhecido como a técnica da ‘barriga negativa’, o Low Pressure Fitness (LPF) é um sistema de treinamento postural e respiratório. O método combina mobilização neuro miofascial, exercícios neurodinâmicos, reeducação postural e o conceito hipopressivo. A barriga negativa é apenas um de seus benefícios.

     

     (crédito: Pixabay)

    O Correio entrevistou a fisioterapeuta Saycha Cabral Porto, especialista nível 3 da técnica da ‘barriga negativa', para entender como ela funciona.

    Saycha conta que o método ficou conhecido por esse nome por trazer a redução da circunferência abdominal em pouco tempo de prática. “Alguns praticantes chegam a reduzir até 12cm em apenas três meses, mas com um treinamento específico para o core (centro do corpo) e com a prática regular”, diz a profissional.

    LPF emagrace?

    “As pessoas ficaram encantadas achando que o LPF emagrece, mas ele não emagrece, ele não tem queima de gordura, o que acontece é que a redução de medidas proporcionada pela técnica se dá pela aspiração diafragmática, que é um vácuo abdominal que fazemos durante a prática”, esclarece Saycha.

    Ela completa: “É lógico que não se alcançam os benefícios só fazendo o vácuo, é preciso fazer a respiração adequada e as posturas adequadas da técnica”.

     

    Ativação do transverso abdominal

    Segundo a especialista, durante a prática ocorre um reposicionamento dos órgãos internos, ativando os músculos abdominais profundos, principalmente o transverso abdominal, que funciona como nossa "cinta natural". Ele torna nossa musculatura mais firme, mesmo quando estamos como abdômen relaxado.

    “De forma mais técnica, essa redução ocorre por dois principais motivos: os fundamentos posturais respiratórios da metodologia, que ativa a musculatura profunda do abdômen e melhora o tônus basal desses músculos, principalmente o transverso e os oblíquos; e por meio também das posturas e respiração, que normalizam as tensões neuro miofasciais da fáscia toracolombar, regulando a tensão da musculatura paravertebral, que é a musculatura da coluna”, explica a especialista.

    Esses músculos, quando estão hiperativados, inibem os músculos abdominais. Isso significa que,ao hiperativar a musculatura paravertebral, ela acaba inibindo a musculatura abdominal.

    Combate a incontinência, diástase, dores na coluna e mais
     

    A fisioterapeuta relata que os resultados estéticos satisfatórios atraem muito o público de todas as idades e gêneros, mas, apesar disso, ressalta que os benefícios do LPF vai muito além. “Nas pessoas que praticam regularmente, essa parte estética acaba ficando em segundo plano, porque começam a ver os outros benefícios”, revela.

     

    Entre os benefícios então a melhora da qualidade de vida de pessoas com dores de coluna, que sofrem com dor de cabeça, com incontinência urinária ou fecal. É também bastante indicada na melhora do condicionamento físico, no preparamento físico de atletas de alto rendimento.

    A prática também melhora o autoconhecimento, tônus muscular, capacidade respiratória, controla sintomas de ansiedade e corrige postura. Recupera o assoalho pélvico, melhora a função sexual, auxilia na prevenção de hérnias abdominais, hemorroidas, reduz o inchaço abdominal e de membros inferiores e acelera a recuperação do pós-parto, ajudando a reduzir a diástase - afastamento entre os músculos do abdômen.

    Quanto dura cada sessão de LPF?
     

    Sobre a regularidade, é indicado fazer de uma a três vezes na semana. Uma sessão de LPF dura 40 minutos, mais cinco minutos de exercícios diários feito pelo praticante em casa. “Esse treinamento diário faz toda a diferença no tratamento. O paciente tem que se comprometer a fazer”, reforça a profissional.

    O LPF pode ser praticado por qualquer pessoa, independentemente do peso, da altura, da idade ou do gênero, mas existem alguns cuidados com os praticantes hipertensos, cardiopatas e gestante. “A grávida precisa da liberação do obstetra para fazer, e durante a prática ela jamais vai realizar o vácuo”, alerta.

     

    Saycha esclarece, também, que os profissionais aptos a aplicar a técnica de LPF são graduados em fisioterapia ou educação física, com certificado pelo método. Dentro do método, existem alguns níveis de certificação que vai de um a três.

    Fonte: Diminuição da circunferência é apenas um dos muitos benefícios desse método que consiste em um sistema de treinamento postural e respiratório
    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2022[email protected]