Duas meninas brasileiras morrem em ponto turístico do Chile

03/06/2019 22:22

As meninas tinham 7 e 3 anos, e estavam com os pais, visitando a represa de Yeso na Cordilheira dos Andes

Publicidade

Uma rocha se desprendeu em uma represa no Chile, matando duas crianças brasileiras nessa segunda-feira, 3 de junho. As meninas tinham 7 e 3 anos e estavam com os pais, visitando a represa de Yeso na Cordilheira dos Andes. O local é ponto turístico, principalmente em época de inverno.

 Local onde ocorreu o acidente estava com a barreira aberta (Foto: Reprodução/Wikimedia)

 Local onde ocorreu o acidente estava com a barreira aberta (Foto: Reprodução/Wikimedia)


A criança de 7 anos foi socorrida à assistência, mas devido à gravidade dos ferimentos, não resistiu. Já a irmã menor, morreu na hora. De acordo com autoridades locais, o local em que a família estava tinha restrição de acesso a visitantes. A governadora da Província Cordillera, Mireya Chocair, informou à mídia local: "Foi um acidente lamentável. Ocorreu este grande desprendimento, atingido as pequenas”. A informação da imprensa do Chile é de que a área em que aconteceu o acidente tinha que estar com as barreiras fechadas para visitação, mas não estavam. O motivo do acesso estar aberto está sendo investigado. 

Tragédia 

Este é o segundo acidente com morte de brasileiros no Chile, em menos de 15 dias. No dia 22 de maio, uma família morreu intoxicada com monóxido de carbono num apartamento alugado em Santiago. As vítimas eram dois casais e os dois filhos de um deles. A família viajou ao país para comemorar o aniversário da adolescente de 15 anos.

>>>Leia mais: Família encontrada morta no Chile tinha ido ao país comemorar 15 anos de adolescente

Atualizada às 8h36
 



Publicidade