Brasil tem 62.304 mortes por Covid-19, informa consórcio de veículos da imprensa no boletim das 13h

03/07/2020 18:20

Em relação aos números divulgados às 20h de quinta, já são 314 novas mortes e 6.898 casos a mais.

RIO — As mortes confirmadas por Covid-19 no Brasil chegaram a 62.304, indica o boletim das 13h do consórcio de veículos de imprensa formado por O GLOBO, Extra, G1, Folha de S.Paulo, UOL e O Estado de S. Paulo nesta sexta-feira. Os números são consolidados a partir das secretarias estaduais de Saúde. Já o total de casos até o momento é de 1.508.991.

O levantamento anterior foi divulgado às 8h. Com a nova verificação, as secretarias de Saúde do Ceará, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Goiás, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Piaui, Roraima, Tocantins e o Distrito Federal divulgaram novos dados. O balanço anterior contabilizou 62.045 mortes e 1.502.424 casos confirmados.

Pessoas aglomeradas na Rua Dias Ferreira, no Leblon Foto: Alexandre Cassiano / Agência O Globo

Pessoas aglomeradas na Rua Dias Ferreira, no Leblon Foto: Alexandre Cassiano / Agência O Globo

Em relação aos números divulgados às 20h de quinta, já são 314 novas mortes e 6.898 casos a mais. A região Nordeste concentra 70% dos novos óbitos registrados no neste período, segundo dados do consórcio de imprensa.

As estatísticas da pandemia no Brasil são divulgadas três vezes ao dia pelo consórcio. O próximo levantamento será divulgado às 20h desta sexta. A iniciativa dos veículos da mídia foi criada a partir de inconsistências nos dados apresentados pelo Ministério da Saúde na gestão do interino Eduardo Pazuello.

Coronavírus no esgoto

Um estudo do Laboratório de Virologia Aplicada da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), realizado em parceria com a Universidade de Burgos (Espanha), concluiu que o coronavírus Sars-CoV-2 pode ter começado a circular no Brasil muito antes do primeiro caso de Covid-19 no país e nas Américas. O trabalho, que ainda não passou pela revisão de pares e foi publicado na última segunda-feira no portal de artigos científicos medRxiv, encontrou o RNA do patógeno no esgoto de Florianópolis em amostras de novembro de 2019.

Isso significaria que o Sars-CoV-2 estaria circulando na cidade pelo menos dois meses antes do primeiro contágio registrado nas Américas, já em 21 de janeiro deste ano, nos Estados Unidos. No Brasil, o primeiro caso de Covid-19, de um morador de São Paulo que havia viajado à Itália durante o surto da doença no país europeu, foi confirmado em 26 de fevereiro.

E em Santa Catarina, somente em 4 de março, 97 dias após a primeira amostra positiva coletada pelo laboratório da UFSC as autoridades locais reportaram o primeiro doente.

Foram avaliadas amostragens de esgoto bruto obtidas mensalmente entre 30 de outubro de 2019 e 4 de março deste ano. A coleta é feita regularmente para outros estudos em virologia e foi aproveitada nas investigações sobre a Covid-19. Os pesquisadores buscaram uma localização que atendesse a diferentes regiões da capital catarinense, no intuito de diversificar a análise.

Bolsonaro veta uso obrigatório de máscara em comércio, escolas e templos

O presidente Jair Bolsonaro sancionou uma lei que determina o uso obrigatório de máscaras em público enquanto durar a pandemia do novo coronavírus. Bolsonaro, no entanto, vetou um trecho que obrigava a utilização da máscara em estabelecimentos comerciais, templos religiosos e instituições de ensino. O presidente também vetou trechos que determinavam a imposição de multas para quem descumprir as regras e que o governo deveria distribuir máscaras para os mais pobres. Esses vetos, no entanto, não anulam legislações locais que já estabelecem a obrigatoriedade do uso da máscara. O texto foi publicado nesta sexta-feira no Diário Oficial da União (DOU).

A proposta, aprovada na Câmara e no Senado, determina que é obrigatório cobrir a boca e o nariz com máscaras em "espaços públicos e privados acessíveis ao público, em vias públicas e em transportes públicos coletivos", incluindo ônibus e veículos de transporte por aplicativo. Empresas de transporte público podem impedir a entrada de passageiros que não estejam cumprindo as regras.

Fonte: https://extra.globo.com/noticias/coronavirus/brasil-tem-62304-mortes-por-covid-19-informa-consorcio-de-veiculos-da-imprensa-no-boletim-das-13h-24513815.html?utm_source=Facebook&utm_medium=Social&utm_campaign=Extra&fbclid=IwAR0KP2q96bRX-m3nIBtb-2IciWc7hfwQ