Ipatinga

famosos

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Dupla sertaneja de Minas Gerais conquista fãs na Indonésia

    Intérpretes do hit 'Figurinha', Douglas e Vinícius começaram a cantar juntos em 2013 e não descartam turnê no país asiático

    Por Plox

    04/05/2021 10h19 - Atualizado há 7 meses

    Juntos na carreira musical desde 2013, Douglas e Vinicius ganharam os ouvidos do Brasil no ano passado com o hit Figurinha, que já soma mais de 180 milhões de visualizações somente no YouTube. O sucesso da música foi tão grande que atravessou o planeta e agradou fãs da Indonésia.

    Com o sucesso, a dupla sertaneja, formada em Poços de Caldas, Minas Gerais, até cogita atender aos pedidos dos fãs e promover uma turnê no sudoeste asiático após a pandemia de covid-19. "É o segundo país que mais ouve a gente. Figurinha virou a música mais tocada por lá e a gente ficou muito feliz com o carinho deles", afirma Douglas.

     

    Douglas e Vinicius contabilizam quase 200 milhões de visualizações no YouTube REPRODUÇÃO/FACEBOOK
    Douglas e Vinicius contabilizam quase 200 milhões de visualizações no YouTubeREPRODUÇÃO/FACEBOOK

     

    Em 2019, os cantores ganharam um apoio de peso após assinar com o WorkShow, escritório que administra as carreiras de Marília Mendonça, Henrique e Juliano, Zé Neto e Cristiano e Maiara e Maraísa. 

    Para "aproveitar a onda", a dupla agora aposta em uma versão repaginada de Volume 3, canção que lançou Douglas e Vinícius na região do sul de Minas. "É nosso xodozinho, resolvemos gravar de novo para consolidar o trabalho", revela Douglas.

     

     

     

    R7 - Como começou a trajetória de vocês como dupla?
    Douglas - Eu tocava em alguns barzinhos na região de Poços de Caldas e tinha uma carreira solo. O Vinícius fazia a mesma coisa, mas ainda não nos conhecíamos. Em um desses meus shows, ele apareceu pedindo para cantar uma música. Eu deixei ele cantar e ele emendou umas 10, 20 músicas. Eu fiquei chateado com ele, mas em outro show ele pediu para cantar de novo e eu deixei ele cantar uma só e tirei o violão da mão dele.

    Depois, em um desses shows, ele me chamou para cantar com ele e tocar sanfona. Eu fui e avisei que sabia fazer segunda voz também. Ele me deu o microfone, a gente fez um show que o pessoal adorou. Começamos a ter uma amizade, tocar nas repúblicas de Poços de Caldas e nas festas da faculdade e depois fomos só crescendo.

     

     

    R7 - Quais são as referências musicais de vocês?
    Douglas - Nossas referências são Chitãozinho e Chororó. Além dos ícones da música sertaneja, a gente gosta bastante também de pop/rock e MPB. Eu toquei bastante forró também, além do sertanejo da nova geração, como Jorge e Mateus e João Bosco e Vinícius. Quando a gente começou a cantar, o repertório tinha muitas músicas deles.

    R7 - A pandemia atrapalhou a divulgação do segundo DVD de vocês, gravado em 2019?
    Vinícius - A gente não pode reclamar muito da pandemia, porque foi com o lançamento da música que a gente teve que trabalhar mais a divulgação digital e ela andou demais com a rapaziada mais nova, que movimenta as redes sociais com compartilhamentos, Tik Tok, Instagram, Facebook. Ela acabou viralizando e isso foi muito bom. Por mais que a gente não esteja fazendo shows e colhendo os frutos da Figurinha, está sendo muito bom.

    R7 - Como vocês encararam a repercussão de Figurinha?
    Vinícius - Foi uma surpresa muito boa. Quando ela bateu o primeiro milhão de visualizações no YouTube, a gente já ficou assuntado e, ao mesmo tempo, comemorando muito, porque nosso vídeo mais visto tinha 350 mil visualizações até então. Ela foi um divisor de águas na nossa carreira.

     

    R7 - A aposta agora de vocês é com Volume 3, uma música que já tinham gravado no passado. O que mudou desde então?
    Douglas - Nós havíamos gravado ela com uma roupagem um pouco diferente no nosso DVD de 2017, que tinha um formato acústico, só com violão e sanfona. Na época, também não tínhamos muita estrutura para divulgar. Decidimos regravar porque é uma música que mostrou a nossa cara para a nossa região.

    Foi justamente Volume 3 que nos apresentou para o sul de Minas e nos abriu as portas das festas da região. A gente teve uma aceitação muito boa com ela e, como é nosso xodozinho, resolvemos gravar de novo para consolidar o trabalho com a banda completa. Assim que a Figurinha começou a se estabilizar resolvemos lançar para aproveitar a onda.

     

    Dupla passou a ser administrada por escritório que reúne grandes nomes do sertanejo
    REPRODUÇÃO/FACEBOOK

     

     

    R7 - Quando vocês assinaram com a WorkShow?
    Douglas - Nós começamos as conversas com eles em dezembro de 2019, quando o pessoal já estava nos ajudando bastante na parte de marketing. Já havíamos gravado nosso segundo DVD e eles colaboraram com a divulgação.

    R7 - Os vídeos de vocês no YouTube têm inúmeros elogios de fãs da Indonésia. Como vocês recebem esse carinho?
    Douglas - O que aconteceu foi uma coisa muito rara, até o pessoal do escritório fala, que a música já estava estourada aqui no Brasil e começou a ganhar novos números lá na Indonésia. Hoje, tem mais de 2 milhões de vídeos com ela no Tik Tok. O pessoal de lá gosta muito e é o segundo país que mais ouve a gente. Figurinha virou a música mais tocada por lá e a gente ficou muito feliz com o carinho deles.

    R7 - A possibilidade de uma turnê internacional com passagem pela Indonésia é viável?
    Douglas - Nós já pensamos nisso e concedemos algumas entrevistas para jornais locais. A gente pensa, sim, em fechar alguma coisa por lá no pós-pandemia, porque hoje a gente tem um público legal por lá. Até pensamos em fazer algumas parcerias com os cantores de lá para viabilizar a turnê.

     

     

    Fonte: https://entretenimento.r7.com/musica/dupla-sertaneja-de-minas-gerais-conquista-fas-na-indonesia-04052021
    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]