Ipatinga

economia

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Minas assina acordo com Reino Unido para agenda de 'desenvolvimento verde'

    Medida pode trazer investimentos para o Estado, conforme o governo, e ampliar a sustentabilidade das empresas mineiras

    Por Plox

    04/12/2020 17h25 - Atualizado há cerca de 1 ano

    O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), e a embaixadora interina do Reino Unido no Brasil, Liz Davidson, firmaram nesta sexta-feira (4) um acordo entre o Estado e o país europeu para uma “agenda de desenvolvimento verde” com objetivo de atingir as metas da 26ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP26), marcada para 2021 em Glasgow, na Escócia.

    De acordo com informe do Executivo estadual, Minas é o primeiro estado brasileiro a realizar o movimento. A intenção é “de promover o desenvolvimento econômico sustentável e de se engajar com a campanha global ‘Race to Zero’, que objetiva a neutralização de emissões e a descarbonização devido às mudanças climáticas mundiais”, informa texto publicado pelo governo. 

    Medida pode trazer investimentos para o Estado, conforme o governo, e ampliar a sustentabilidade das empresas mineirasFoto: Fred Magno

     

    “Para mim é uma honra saber que Minas está na vanguarda assinando esse compromisso e que pode dar exemplo para outros estados. Sabemos que a redução de emissões não tem sido algo prioritário no Brasil, mas quero lembrar que aqui trataremos essa pauta com o maior respeito e empenho. Muita coisa no setor público não depende só de recursos. Precisamos ser criativos e buscar soluções que nunca foram buscadas”, pontuou Zema, em nota. 

    De acordo com a representante do Reino Unido, “as medidas de baixo carbono resultariam em um aumento acumulado de R$ 2,8 trilhões em 2030, e 2 milhões de empregos a mais em 2030, principalmente no setor de indústria e serviços”.

    “Mudar a direção da nossa sociedade para o caminho mais sustentável é uma decisão inteligente e estratégica do ponto de vista da economia. Acredito que Minas tem oportunidade de ser protagonista não somente nacionalmente, mas internacionalmente”, disse a embaixadora.

    O governo estadual prevê que o memorando possa atrair mais investimentos para Minas, com um “espaço de atuação conjunta entre a Sede, a Agência de Promoção de Investimentos e Comércio Exterior de Minas Gerais (Indi) e o governo britânico”. 

    O Executivo informou que o Reino Unido está entre os dez maiores destinos de exportação de Minas. Em 2019, o território ocupou a sexta posição no ranking e, em 2020, a sétima. As relações entre o Estado e o Reino Unido representam 4% das vendas internacionais nos últimos dois anos, estimou a gestão de Zema. 

    “Minas Gerais corresponde a um terço de toda a importação do Reino Unido do Brasil. Esse fluxo comercial alcançou US$ 1,05 bilhão; nesse cenário, as exportações mineiras somaram US$ 962 milhões, o que representou 32,5% das vendas nacionais a esse país; e as importações US$ 89 milhões, ou seja 3,8% do total comprado pelo Brasil é oriundo do Reino Unido. Esse contexto fez com que o saldo comercial de Minas Gerais nessa relação fosse superior ao saldo nacional, com um valor superavitário para o estado na ordem de US$ 873 milhões”, conclui o governo do Estado em nota. 

    Fonte: https://www.otempo.com.br/economia/minas-assina-acordo-com-reino-unido-para-agenda-de-desenvolvimento-verde-1.2421262
    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]