Ipatinga

acontece

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Uso de celular ao volante gera média de 17 multas por hora em Minas

    Em BH, número de motoristas flagrados ao telefone cresceu 80% no ano passado frente a 2020. Comportamento é um dos maiores causadores de mortes no trânsito

    Por Plox

    05/04/2022 10h55 - Atualizado há 4 meses

    No ano passado, a cada hora, 17,75 motoristas foram multados em Minas Gerais, em média, por usar o telefone celular ao volante, conforme dados da Polícia Civil do Estado. Foram 155.772 multas do tipo em 2021, ano em que foi registrado crescimento de 10% no número dessas autuações em relação a 2020, ano considerado atípico devido ao cenário de pandemia de Covid-19.

    As infrações registradas pela corporação se dividem em três grupos: manusear o aparelho enquanto dirige (digitando); segurar o telefone com uma das mãos; e falar ao celular – todas são consideradas infrações gravíssimas de trânsito, de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) (veja mais abaixo).

    No entanto, as consequências desse tipo de infração não são apenas para o bolso do motorista, que, se flagrado ao cometer a irregularidade, recebe multa no valor de R$ 293,47 e sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Para além da infração, o comportamento ao volante também é apontado como um dos maiores causadores de mortes no trânsito, segundo a Associação Brasileira de Medicina do Tráfego (Abramet), atrás apenas de excesso de velocidade e da embriaguez ao volante.

    celular

    Mensagem ‘urgente’

    A assessora de comunicação Jessica de Almeida, 29, andava de bicicleta na capital mineira quando quase foi atropelada por um motorista que se distraiu ao responder uma mensagem “urgente”. 

    “Eu pedalava pela rua Salinas, no bairro Santa Tereza, em Belo Horizonte, quando um motorista passou direto e, na conversão, me acertou. Ele mesmo assumiu que estava respondendo uma mensagem muito importante e que, por isso, não me viu”, lembra.

    Esse tipo de infração é passível de multa por agentes que flagram o exato momento de irresponsabilidade do motorista.

    Flagrante por vídeo não gera multa

    Apesar de regulamentada pela legislação de trânsito brasileira e já presente em algumas cidades, a fiscalização por meio de câmeras de videomonitoramento limita-se a alguns tipos de infrações de trânsito, como ultrapassar a velocidade permitida e avançar semáforo fechado.

    Quem é flagrado por esse tipo de equipamento no momento em que utiliza o celular enquanto conduz veículo acaba não sendo multado.

    Após a habilitação, regra é esquecida, diz diretor de autoescola

    É nos centros de formação de condutores – as autoescolas – que o motorista aprende que a mistura de direção e distração com celular pode ser fatal. No entanto, segundo Hugo César de Andrade, instrutor de trânsito e diretor de ensino da autoescola Método, em Contagem, na região metropolitana, nem a rigidez das aulas tem sido capaz de evitar esse tipo de comportamento.

    “Na autoescola, a gente proíbe o uso de celular durante as aulas e não deixa nem dentro do bolso. No nosso papel de educador, sempre falamos da proibição, repetimos isso dentro do veículo. Mas percebemos que, depois da habilitação (obtida), parece que cai tudo no esquecimento”, diz.

    Segundo Andrade, falta comprometimento dos motoristas com a construção de um trânsito mais seguro. “A verdade é que a cultura da formação de condutores se baseia em tirar a carteira e mais nada. Eles já chegam querendo saber o mínimo de aulas, o menor tempo para fazer, mas nunca querendo ser um bom motorista”, lamenta.

    Ele alerta: “No trânsito, um milésimo de segundo de desatenção pode ser fatal. Trânsito exige atenção constante”. 


     

    Image
    Fonte: https://www.otempo.com.br/cidades/uso-de-celular-ao-volante-gera-media-de-17-multas-por-hora-em-minas-1.2647857
    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2022[email protected]