Polícia prende suspeitos de assassinar ciclista na região do Vale do Aço

Além dos suspeitos presos, a PM informou que a arma usada no crime foi apreendida

Por Plox

05/04/2023 09h26 - Atualizado há cerca de 1 ano

Nesta terça-feira (4), Caio Campos Domingues, de 38 anos, foi morto a tiros em Lavrinha, em Jaguaraçu, na Região do Vale do Aço. O crime, que foi inicialmente registrado como latrocínio (roubo seguido de morte), está sendo investigado e pode se tornar um homicídio. Suspeitos do crime foram presos pela Polícia Militar.

Caio Domingues tinha 38 anos. Foto: reprodução

 

Veja: esposa de ciclista morto na região do Vale do Aço confessa ser mandante do crime

 

Segundo informações divulgadas pela Polícia Militar na manhã desta quarta-feira (5), duas pessoas foram detidas, suspeitas de envolvimento no crime. Mais informações devem ser divulgadas pelas autoridades durante a manhã.

Além das prisões, a Polícia Militar informou que uma arma de fogo, possivelmente a utilizada no crime, foi apreendida. As diligências estão em andamento, para elucidar o crime.

 

O caso

Segundo informações inicias, Caio e sua esposa estavam em uma caminhonete, transportando uma bicicleta na parte de carga do veículo. Eles saiam da residência onde moram quando viram um indivíduo acenando para o veículo.

Ao pararem o carro, o indivíduo, de posse de uma arma de fogo, teria anunciado um assalto, pedido a bicicleta. De acordo com os relatos iniciais, Caio teria saído do veículo e o criminoso efetuado os disparos contra ele.

Após os disparos, o indivíduo ainda teria ordenado que a esposa de Caio o levasse até um local, para que ele fugisse. Após a fuga do acusado, ela teria dito que voltou para o local do crime, para socorrer o esposo.

A esposa de caio teria feito contato com seu pai e um delegado da Polícia Civil. O pai da mulher foi até o local, colocaram Caio na caminhonete. Ele foi levado para o Hospital e Maternidade Vital Brazil, em Timóteo, porém, ele não resistiu e morreu.

Durante as diligências, os policiais receberam informações de um jovem, que seria suspeito do crime, pois teria sido visto no carro, com a esposa de Caio. Os policiais foram até a casa dele, em Cava Grande, distrito de Marliéria. Após cerco, o suspeito conseguiu fugir, por uma mata, mas deixou cair um celular, que foi apreendido.

Na manhã desta quarta-feira, a Polícia Militar deverá conceder uma coletiva de imprensa, para dar mais detalhes do caso. 
 

Destaques