Ipatinga

acontece

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Guarda dos cinco filhos de procurador e Lorenza vai para médico da família

    Avô acredita que promotor tenha manipulado filha a assinar documento

    Por Plox

    06/04/2021 18h40 - Atualizado há 8 meses

    A Justiça concedeu, nesta terça-feira (6), a guarda dos cinco filhos do promotor André Luís Garcia de Pinho, ao médico da família, o gastroenterologista Bruno Sander. Pinho foi preso no último domingo suspeito de cometer feminicídio contra a mulher, Lorenza Maria Silva Pinho, de 41 anos. As crianças têm: 2, 7 e 10 anos. Já os adolescentes, também filhos do casal, têm 15 e 17 anos. A informação foi confirmada ao Tempo pelo pai de Lorenza, o aviador Marco Aurélio  Alves Silva, de 72 anos. 

    Antes da decisão da Justiça, Marco Aurélio estava cuidando dos netos. No entanto, na tarde desta terça-feira (6), ele foi comunicado da decisão da Promotoria da Infância e Juventude de que André e a  mulher haviam deixado um documento determinando que o médico obtivesse a guarda dos filhos, caso o casal estivesse impedido de cuidar das três crianças e dos dois adolescentes.

     

    Promotor foi preso no domingo  Foto: Flávio Tavares/ O Tempo
    Promotor foi preso no domingoFoto: Flávio Tavares/ O Tempo



    "Eu achei muito estranho essa medida, que até então eu desconhecia. É muito estranho uma mulher 'na flor' de seus 40 anos, fazer um documento dizendo que os filhos devem ser cuidados por outra pessoa que não é da família. André era extremamente manipulador e acredito que essa ideia tenha partido dele", considera Aurélio. 

    O aviador informou ainda que, antes da morte da filha, não tinha contato com os filhos há aproximadamente um ano. “André trocava os números de telefone da minha filha e dos meus netos sempre. Conversava pouco com os meninos porque ele não deixava,” contou.

    Entenda

    Lorenza Maria Silva de Pinho morreu na madrugada do dia 2 de abril, no apartamento em que ela morava com o marido, o promotor de Justiça André Luis Garcia de Pinho e os cinco filhos do casal, no bairro Buritis, na região Oeste de Belo Horizonte.

    André de Pinho alegou em depoimento que Lorenza teria se engasgado. Ele disse que chamou uma ambulância do Hospital Mater Dei e, quando eles chegaram, ela já estaria morta. O primeiro laudo médico do óbito, antes de as investigações começarem, dizia que Lorenza morreu por autointoxicação, mas a perícia indicou ter encontrado sinais de violência no corpo da mulher. 

    O promotor de Justiça foi preso na manhã do último domingo (4), no apartamento do casal, localizado no bairro Buritis, na região Oeste de Belo Horizonte.

    ---

    Fonte: https://www.otempo.com.br/cidades/guarda-dos-cinco-filhos-de-procurador-e-lorenza-vai-para-medico-da-familia-1.2468773
    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]