Ipatinga

saúde

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Aneurisma mata ex-BBB: você sabe o que é esta doença?

    Neurocientista explica sobre a doença que vitimou a artista de apenas 43 anos e seus sintomas

    Por Plox

    06/09/2021 12h38 - Atualizado há 3 meses

    A ex-BBB Josiane Oliveira, participante da nona edição do programa, morreu no último sábado aos 43 anos, vítima de um acidente vascular cerebral (AVC). De acordo com sua família, ela estava fazendo tratamento de um aneurisma diagnosticado no final de 2020.

    No entanto, situações como essa são de extrema gravidade para os pacientes. Para quem não conhece, “um aneurisma é uma protuberância causada por uma fraqueza na parede do vaso sanguíneo, geralmente onde ele se ramifica”, afirma o PhD, neurocientista, psicanalista e biólogo Fabiano de Abreu.

    Foto: Divulgação

     

    Os sintomas de um aneurisma também chamam a atenção pelos efeitos que causam no organismo, destaca Fabiano: “A pessoa sente uma dor de cabeça súbita e agonizante - tem sido descrita como uma ‘dor de cabeça trovão’, que é semelhante a um golpe repentino na cabeça. Ela resulta em uma dor cegante diferente de tudo o que já experimentou antes. Além disso, a pessoa fica com o pescoço duro, apresenta um quadro de vômitos, e sente dor até quando olha para a luz”, observa. Vale lembrar que as vítimas de um aneurisma cerebral precisam ser tratadas imediatamente, pois em muitos casos a demora no socorro pode levar à morte.

    Foto: divulgação/TV Globo

     

    Existem alguns fatores agravantes que podem levar a essa enfermidade, reforça o neurocientista: “Fumar, ter pressão alta e um histórico familiar de aneurismas cerebrais certamente são fatores de risco em que a pessoa deve-se manter sempre atenta”, destaca. Sobre a relação entre o AVC e o aneurisma, Fabiano explica que “o primeiro ocorre quando há um vaso sanguíneo rompido ou o suprimento de sangue ao cérebro é bloqueado. Por mais que pareçam diferentes, o aneurisma cerebral pode ser uma causa do AVC, pois a parede enfraquecida está sujeita a ruptura. Apenas cerca de 20% dos aneurismas chegam a romper”, completa.

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]