Ipatinga inicia vacinação antirrábica de cães e gatos na Zona Urbana

Em uma semana, mais de 800 animais foram vacinados na zona rural

Por Plox

07/08/2023 16h52 - Atualizado há 10 meses

A campanha de vacinação contra a raiva animal começa nesta terça-feira (8) na zona urbana de Ipatinga. As equipes da Seção de Controle de Zoonoses irão percorrer os bairros garantir que cães e gatos recebam a  imunização. Na etapa anterior da campanha, cerca de 800 animais foram vacinados ao longo de sete dias na área rural. Agora, as atenções se voltam para outras regiões estratégicas. Veja a programação.

 

A gerente da seção de controle de zoonoses, Vanessa Andrade Nascimento, destaca a importância da vacinação antirrábica para garantir a segurança não apenas dos animais, mas também da população, uma vez que a raiva é uma doença grave e potencialmente fatal, que pode ser transmitida de animais para humanos.

Nos próximos dias, as equipes de zoonoses estarão distribuídas em diferentes bairros da cidade. Nesta terça-feira (8) a campanha tem início pelos bairros Cariru (praça da Igreja Católica), Das Águas, Imbaúbas (praça Alvarenga Peixoto), Areal (praça Gaspar Dutra) e Castelo.

A campanha prosseguirá na quarta-feira, 9 de agosto, atendendo aos bairros Bom Retiro (praça da Escola Estadual Dr. Ovídio de Andrade), Ferroviários e Vila da Paz. Na quinta-feira, 10 de agosto, será a vez do Morro São Francisco, Centro e o Kartódromo, no Parque Ipanema, proporcionando a vacinação aos animais destas áreas.

Em algumas localidades os pontos de vacinação serão fixos. E carros da seção de controle de Zoonoses também estarão percorrendo algumas ruas dos bairros, sempre de 8h às 13h.

O ponto alto da campanha será o Dia D de Vacinação Antirrábica, agendado para o dia 16 de setembro, um sábado, das 8h às 16h. Nesta data, mais de 30 pontos estarão disponíveis para imunização dos animais.

 

Confira o cronograma de vacinação em Timóteo e Santana do Paraíso

 

A raiva

Causada por vírus do gênero Lyssavirus, a raiva é uma doença contagiosa considerada grave, com alto nível de letalidade, que causa grande inchaço do cérebro e compromete o sistema nervoso central. A contaminação por raiva humana ocorre por mordida, lambida ou mesmo arranhada por animais infectados, em especial, gatos, cachorros e morcegos. A melhor forma de prevenir a contaminação e disseminação dessa zoonose é a vacinação.

“Os animais domésticos, a partir dos três meses de idade, devem ser vacinados pelo menos uma vez por ano. Este é o momento de retribuir toda a alegria que os nossos bichos de estimação nos proporcionam, garantindo a eles a vacina contra a raiva. É muito importante que as pessoas que não estiverem em casa, na data da vacina em seus respectivos bairros, liguem para o Setor de Zoonoses para garantir a imunização de seus cães e gatos”, ressalta a médica veterinária de Santana do Paraíso, Alice Kelly.

 

Destaques