Publicidade

'Cata Veio' na Grande BH alerta idosos sobre a importância de ficarem em casa

08/04/2020 13:24

Iniciativa é de um casal que mora em Vespasiano, na região metropolitana.

Publicidade

Um casal de Vespasiano, na região metropolitana de Belo Horizonte, encontrou uma forma muito bem-humorada de dar o recado para as pessoas, especialmente os idosos, sobre a importância de ficarem em casa nestes tempos de pandemia do novo coronavírus.

Os empresários Katya Salomão, 50, e o marido, André Meneguini, 54, usam um ônibus antigo para circular na cidade e também na vizinha Lagoa Santa para alertar todo mundo que encontram pela frente.

O veículo, que é peça de coleção, ganhou o nome de "Cata Veio" e dá o recado de forma descontraída para que os idosos se protejam.

ônibus cata-veio
Ônibus de coleção foi batizado de 'Cata Veio' e é usado para alertar pessoas para que fiquem em casa. — Foto: Reprodução / TV Globo

Katya contou ao G1 que a iniciativa começou como uma tentativa de conscientizar suas sete tias, que são todas idosas, com mais de 70 anos, e vivem em Vespasiano e em Lagoa Santa.

"Minhas tias têm mais de 70 anos e moram sozinhas. Estávamos muito preocupados com elas, sempre falando para ficarem dentro de casa. Mas sempre chegava a notícia de uma ou outra andando na rua. Meu marido resolveu fazer uma faixa e escrever 'Cata Veio' com pasta de dente no vidro do ônibus e fomos à casa das minhas tias. No percurso até lá, o pessoal gostou demais, começou a tirar fotos. A intenção inicial era falar para minhas tias ficarem em casa, mas acabou virando uma ação de conscientização para todos", conta Katya.

A primeira vez que o ônibus de colecionador, que o casal comprou num leilão há cerca de dois meses, circulou pelas ruas das duas cidades foi no último domingo (5). Eles foram até a casa de uma das tias e, lá chegando, todos os vizinhos da idosa começaram a "puxar a orelha dela" por ficar indo à rua, quando o ônibus chegou.

"Todos os vizinhos chegaram nas sacadas, começaram a puxar a orelha dela na nossa frente, surtiu um efeito. A gente foi feliz nesta primeira ação e isso incentivou a gente a ir às casas das outras tias", lembra Katya.

Cidade abraçou a causa

A ideia de ir de ônibus era para gerar graça e chamar atenção das familiares, e a intenção acabou dando certo com outros pedestres que viram o veículo pela frente, nesses trajetos entre uma casa e outra.

"Uma amiga pediu para ir até a casa da mãe dela. Ontem, uma enfermeira viu uma fila de banco lotada e me mandou foto pelo zap, e fomos até lá também. Gritamos pela janela do ônibus: 'Não fiquem na rua, não, depois de resolver no banco, voltem para casa!' A cidade abraçou a causa", diz Katya.
Depois daquele domingo, o casal já circulou com seus ônibus "Cata Veio" nesta terça-feira (7) e vai repetir a ação na próxima sexta-feira (10).

E de onde veio o nome "Cata Veio"? Uma das tias havia ligado para Katya no sábado e se queixou: "Não estou podendo sair na rua, se não vão catar a véia". A brincadeira da tia idosa, que fez esta autorreferência irreverente, acabou dando a ideia para o nome do ônibus que faria tanto sucesso nos dias seguintes.

Sem casos
De acordo com o último boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (SES), divulgado nesta terça-feira (7), ainda não há casos confirmados da Covid-19 nem em Vespasiano nem em Lagoa Santa, as duas cidades onde o "Cata Veio" circula.

No entanto, a maioria dos casos do novo coronavírus de Minas Gerais estão concentrados justamente na região metropolitana. Belo Horizonte já tem 275 casos, incluindo cinco mortes, Nova Lima tem 37, Contagem, 13, e Betim, 6.

Fonte: https://g1.globo.com/mg/minas-gerais/noticia/2020/04/08/coronavirus-cata-veio-na-grande-bh-alerta-idosos-da-importancia-de-ficar-em-casa.ghtml


Publicidade