Ipatinga

famosos

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Saiba o motivo de Maiara e Maraisa não poderem mais usar o nome 'As Patroas'

    Ação foi movida pela cantora de forró Daisy Soares no Tribunal de Justiça da Bahia, mas escritório das irmãs afirma que não recebeu intimação

    Por Plox

    14/06/2022 13h48 - Atualizado há 13 dias

    As irmãs Maiara e Maraisa junto com a saudosa amiga Marília Mendonça - que morreu em um trágico acidente aéreo no fim de 2021 - são conhecidas em todo o país pelo nome de 'As Patroas', que, inclusive, batizaria a turnê que o trio ia fazer. No entanto, uma decisão da justiça deve mudar tudo. 

    Maiara e Maraisa estão proibidas de continuar com o nome 'As Patroas'. A decisão foi tomada pelo Tribunal de Justiça da Bahia de continuar usando o nome As Patroas. As irmãs sertanejas foram alvo de uma ação indenizatória por concorrência desleal da cantora Daisy Soares, proprietária do projeto da banda de "forró contemporâneo" A Patroa, iniciada no final de 2013. A partir do ano de 2014, ela passou a realizar shows e gravou seu primeiro CD.

    "Defiro a tutela de urgência almejada razão pela qual determino que as rés se abstenham de utilizarem, a qualquer pretexto, a marca registrada de titularidade da autora 'A Patroa', seja na forma singular ou plural, em quaisquer serviços, produtos comercializados, publicidades, por meio físico ou virtual, sob pena de multa de R$ 100 mil por cada transgressão (...)", disse o juiz substituto Argemiro de Azevedo Dutra.

    Maiara e Maraisa são proibidas de usar o nome "As Patroas"

    Segundo Daisy, sua "proposta artística ultrapassa a criação musical e levanta a bandeira da defesa da causa feminina, sustentando o poder feminino, a independência e as conquistas da mulher". A artista  relevou que, em 2014, formalizou pedido de registro de sua marca A Patroa pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI). A concessão e o deferimento ficaram prontos em janeiro de 2017. Ela ainda disse que começou a ter sucesso na Bahia, "extrapolando para todo o país".

    No entanto, no fim de 2020, o então empresário de Marília Mendonça, Wander Oliveira, requereu junto ao INPI o registro da marca Patroas", na mesma classe de serviço e com "especificações similares a sua, numa clara colisão". Constam nos autos ainda que o pedido de registro feito por Wander foi indeferido pelo INPI.

    No entanto, o escritório de Maiara e Maraisa, a empresa Work Show, firmou, em nota, que ainda "não foi citada e/ou intimada da referida decisão e não tem acesso ao processo". 

    Fonte: https://www.otempo.com.br/diversao/saiba-o-motivo-de-maiara-e-maraisa-nao-poderem-mais-usar-o-nome-as-patroas-1.2683485
    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2022[email protected]