Ipatinga

estilo

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Deixa radiante mesmo! Especialistas confirmam benefícios do sexo para a pele

    Além do prazer, transar melhora vários aspectos da mente e corpo. A pele também sai ganhando após uma noite de amor

    Por Plox

    14/09/2021 14h25 - Atualizado há 8 dias

    Com tantas pautas políticas acontecendo no país nos últimos dias, uma importante data quase passou batida. Na última segunda-feira (6/9) foi comemorado o Dia do Sexo e o tema ganhou uma nova chance de ser problematizado. Os benefícios da prática são muitos para todo o corpo e, sim, confirmamos que a pele sai ganhando também. 
     

    Que tal anota as dicas e convidar o date para comprovar os resultados? - (crédito: Barbara Cabral/Esp. CB/D.A Press)
    Que tal anota as dicas e convidar o date para comprovar os resultados? - (crédito: Barbara Cabral/Esp. CB/D.A Press)

    De acordo com a doutora Luiza Fonseca, médica dermatologista da Clínica Renoir, o grande segredo está na liberação de hormônios que ocorrem durante o ato sexual. A “onda” destas substâncias no corpo durante e após a transa acaba resultando em várias consequências boas, inclusive para a beleza.

    “Durante o sexo, alguns hormônios são liberados e transformam vários aspectos do nosso corpo e mente. É o caso, por exemplo, do estrógeno. Esse hormônio está ligado à saúde da pele e cabelos, deixando-os com aspecto mais viçoso e brilhante. Existe também a liberação de endorfina, hormônio responsável pela sensação de bem-estar, intimamente ligado à auto-estima. Com o aumento da frequência cardíaca e a maior circulação sanguínea, há maior aporte de oxigênio, que beneficia pele e unhas, sem dúvida”.

    Fonseca explica que, como consequência de uma atividade sexual, além de ganhar "hormônios bons", também perdemos os "hormônios ruins", que podem nos prejudicar, em caso de excesso: “Podemos citar a queda do cortisol, hormônio ligado ao estresse, que altera a qualidade do sono, aumenta o estado inflamatório do tecido cutâneo e consequentemente reflete em rugas, linhas de expressão e aumento da oleosidade da pele”.

    Segunda a doutora Mariana Costa, médica dermatologista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SDB), é importante se atentar também para o efeito em cadeia dos benefícios do sexo e como a saúde da pele se encaixa nisso: "O sexo também traz outros benefícios que ajudam indiretamente a manter a pele saudável, como melhor qualidade de sono, o que influencia na regulação de hormônios e de citocinas inflamatórias".

     


    Colágeno, limpeza e envelhecimento 

    Importante para a saúde da pele, a proteína colágeno também pode ser estimulada durante o ato sexual. “Ao reduzir o estresse e toxinas e promover a oxigenação e a produção de serotonina, endorfina e dopamina, o sexo pode indiretamente abrir caminho para que a síntese de colágeno ocorra", pontua Costa.

    Acredite, até aquele suorzinho proveniente da atividade sexual (ou atividade física em geral) pode ajudar na limpeza da pele, segundo Fonseca: “O suor tem um papel importante para a desobstrução dos poros, não somente durante o sexo, qualquer atividade onde haja transpiração promove essa função”.

     

    Frequência e orgasmo  

    Se você já está calculando a quantidade necessária de sexo para que os efeitos na pele sejam visíveis, melhor nem tentar. Costa afirma que não existe uma frequência exata para que estes efeitos sejam notados, já que fatores diversos, como genética, metabolismo e outras características individuas, podem influenciar.

     

    Em paralelo, a dermatologista Cristina Salaro, da clínica Jóia Dermatologic, explica que a frequência pode ser pontuada se em contrapartida com a abstinência: "A frequência das relações sexuais pode traduzir uma pele mais viçosa e a abstinência sexual, por outro lado, teria efeito contrário. Claro que outros determinantes influenciam a saúde da pele, como uma boa alimentação, redução do estresse, rotina de skincare adequada".

    De acordo com Costa, é pouco provável que após uma noite de amor os benefícios na pele sejam sentidos logo no dia seguinte, a aposta para estes benefícios está mais ligada ao longo prazo. "Acredita-se que o aumento de alguns hormônios durante o sexo possa ajudar, a longo prazo, a boa aparência da pele. A ocitocina, por exemplo, que é liberada durante o ato sexual, apresenta efeitos anti-envelhecimento sobre o fibroblasto. O efeito final na pele, obviamente, não independe de outros hormônios e outros fatores, mas sua contribuição deve ser considerada".

    Sobre uma possível diferenciação dos efeitos do sexo sobre a pele de homens e mulheres, Costa é categórica: "Até o momento, não há estudos diferenciando aspectos da saúde da pele feminina e masculina com o ato sexual, embora se acredite que ambos possam ser beneficiados por ele".

    Se é necessário chegar ao orgasmo para que as vantagens do sexo na pele sejam válidas? A dermatologista também é enfática: "Não necessariamente. Contudo, a liberação de ocitocina intensificada no orgasmo potencializa muitos dos efeitos citados".

    Fonte: https://www.correiobraziliense.com.br/ciencia-e-saude/2021/09/4948839-deixa-radiante-mesmo-especialistas-confirmam-beneficios-do-sexo-para-a-pele.html
    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]