Ricardo Eletro pretende pagar ex-funcionários em até um ano

Empresa está em recuperação judicial e fechou todas as lojas no Brasil

Por Plox

14/10/2020 19h18 - Atualizado há 5 dias

Em processo de recuperação judicial, a Ricardo Eletro apresentou à 1ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais de São Paulo seu plano de pagamentos nesta semana. Os trabalhadores demitidos pela empresa, que fechou as portas de todas as lojas físicas no país durante a pandemia de Covid-19, devem receber os créditos trabalhistas em até um ano, segundo o calendário da empresa, que ainda precisa ser aprovado judicialmente. 

 

Só em Minas Gerais, a empresa demitiu 760 trabalhadores em agosto. No mês seguinte, anunciou liberação de R$ 28,8 milhões para pagar os ex-funcionários. Não serão apenas eles que terão de esperar para receber o que é devido: microempresas e empresas de pequeno porte que têm direito a pagamento de até R$ 1.500 receberão o valor em até dois anos.

PUBLICIDADE

 

A empresa, que tem uma dívida de R$ 4 bilhões, alega que a pandemia de Covid-19 foi um dificultador na retomada econômica que vinha empreendendo. “Desde janeiro deste ano, a companhia passou a enfrentar dificuldades no recebimento de produtos chineses destinados à renovação de estoques, devido à paralisação de fornecedores. Em seguida, houve um estrangulamento de caixa provocado pelas necessárias medidas de distanciamento social também no Brasil”, afirma. 

Com o fechamento das lojas, ela passou a recrutar representantes independentes para vender os produtos e serviços da marca. Já são mais de 2.000 representantes no Brasil, informa.

Rede agora vai focar no digital e buscar parcerias com pequenos revendedoresFoto: Alex de Jesus / O Tempo
Fonte: https://www.otempo.com.br/cidades/ricardo-eletro-pretende-pagar-ex-funcionarios-em-ate-um-ano-1.2398937
PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2020