12 alimentos que podem matar seu cachorro.

Muitos cães até costumam comer alguns deles, eu tenho uma amiga que o cachorro dela devora todos os abacates que caem do pé, na casa dela... Mas na dúvida, melhor não arriscar, não é?

Por Plox

15/02/2021 13h20 - Atualizado há 14 dias

Nosso melhor amigo

Para quase todos nós que temos e adoramos nossos pets, seriam impossível imaginá-los doentes ou se sentindo mal, então, mantenha a parceria com seu peludo, cuide dele e evite estes alimentos! 

Muitos cães até costumam comer alguns deles, eu tenho uma amiga que o cachorro dela devora todos os abacates que caem do pé, na casa dela... Mas na dúvida, melhor não arriscar, não é?

 

alimentos proibidos aos cães

 

Cafeína

O excitante conteúdo da cafeína estimula o sistema nervoso do cachorro, causando vômito e taquicardia. Não pense nem mesmo em oferecer a espuma do seu cappuccino ao seu cãozinho!

 

Nozes Macadâmia

As nozes Macadâmia causam uma reação tóxica se ingeridas pelo seu cão, que desenvolve uma incapacidade para caminhar e manter as pernas esticadas, depois da ingestão delas verifica-se tremores, depressão e hipotermia.

Uvas

As uvas e passas podem causar insuficiência renal no cão. Em alguns casos presenciou-se vômito, diarreia e um estado  de letargia.

 

Alho

O alho tem componentes tóxicos que agem a nível dos glóbulos vermelhos, cujos sintomas aparecem alguns dias depois da ingestão. O cão fica parado e relutante em movimentar-se, com presença de urina escura. Tenha muito cuidado, em alguns casos é necessário uma transfusão de sangue. 

 

Miolo da maçã

Enquanto a maioria das pessoas procura evitar comer o miolo da maçã, na realidade é muito mais perigoso para os cães. Juntamente com outras frutas deveríamos absolutamente ter cuidado para não deixar o miolo ultrapassar. Os sintomas que acontecem depois da ingestão são vertigens, convulsão, hiperventilação, choque e em alguns  casos até mesmo coma.

 

Cebola

As cebolas podem chegar a fazer muito mais do que o seu cachorrinho chorar: a composição da cebola pode degenerar os glóbulos vermelhos do sangue causando problemas aos rins. Se o cão ingerir uma quantidade muito grande de cebola, nos casos mais graves, pode ter necessidade de fazer uma transfusão de sangue.

 

Bacon

O que? O bacon? É absolutamente lamentável que não possamos dividir esta delicia com nossos amigos caninos. O cão pode desenvolver pancreatite e leva a problemas crônicos de digestão e má absorção de nutrientes.

 

Queijo

Como o leite, o queijo tem entre seus componentes açúcar e gorduras que o cachorro com suas enzimas não consegue sintetizar. Os sintomas do queijo e dos produtos similares em geral são gases; diarreia e vômito.

 

Leite

Como o queijo, o leite tem entre seus componentes açúcar e gordura. As enzimas do cão não conseguem sintetizar estes elementos. Os sintomas são os mesmos dos produzidos pela ingestão de queijo e todos os produtos lácteos: gases, diarreia, vômito.

 

Chocolate

O chocolate contém cafeína e teobromina que entram na categoria dos estimulantes. Quando ouvimos a frase "quanto mais escuro o chocolate, mais perigoso" é porque o chocolate branco contém menos estimulantes. Se ingerido pelo cachorro ele pode ter vômitos, desidratação, dor abdominal, agitação grave, tremores musculares, ritmo cardíaco irregular, temperatura corporal elevada, convulsões e morte.

 

Pão

A massa levedada para fazer o pão deve ficar longe do cão. Isto significa que na realidade o pão levedado pode ser consumido por seu cão. A massa levedada crua, ao contrário, se ingerida pelo cachorro pode fermentar no estômago e tornar-se tóxica, criando uma grande quantidade de gases. Isto  pode trazer fortes dores no trato intestinal e abdominal, seguido de letargia.

 

Abacate

O abacate contém uma toxina que pode causar problemas de estômago  e dificuldade respiratória no cachorro.

Fonte: https://www.msn.com/pt-br/saude/medicina/12-alimentos-que-podem-matar-seu-cachorro/ss-BB1dFjKl?li=AAavKSZ#image=1
PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021