Família presume morte de parente, congela corpo e descobre 20 horas depois que ele estava vivo

A família encomendou um dispositivo para conservar o corpo a fim de realizar uma cerimônia fúnebre, mas no dia seguinte a despedida, quando um funcionário foi até a casa do "morto" para recolher a câmara, percebeu que o idoso apresentava sinais vitais.

Por Plox

17/10/2020 11h03 - Atualizado há 11 dias

Um idoso de 74 anos passou cerca de 20 horas em uma câmara mortuária após seus parentes presumirem que ele havia morrido. O caso ocorreu em Kandhampatti, no Sul da Índia.

Balasubramanian Kumar estava doente e acamado há algum tempo, por isso, na segunda-feira (12), quando viram que ele não estava se movendo, familiares imaginaram que ele não havia resistido.

 

A família encomendou um dispositivo para conservar o corpo a fim de realizar uma cerimônia fúnebre, mas no dia seguinte a despedida, quando um funcionário foi até a casa do "morto" para recolher a câmara, percebeu que o idoso apresentava sinais vitais.

De acordo com o jornal "Daily Mail", a polícia foi chamada ao local e agora está investigando parentes do idoso, que podem responder por não terem feito um exame médico adequado antes de declarar a morte de Kumar. O subinspetor da Polícia de Sooramangalam, Rajasekaran, disse ao jornal "The Independent" que os parentes podem ser acusados de conduta negligente e por terem colocado em perigo a vida do idoso.

Idoso foi dado como morto por parentes na Índia Foto: Reprodução/Daily Mail
Fonte: https://extra.globo.com/noticias/page-not-found/familia-presume-morte-de-parente-congela-corpo-descobre-20-horas-depois-que-ele-estava-vivo-24695986.html
PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2020