Ipatinga

acontece

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Fornecimento de energia volta após afetar 119 mil clientes em 13 cidades de MG

    Consumidor que precise solicitar ressarcimento devido ao problema deve entrar em contato com a Cemig

    Por Plox

    17/10/2021 13h28 - Atualizado há cerca de 1 mês

    Após 36 horas sem energia, 119 mil clientes da Cemig que vivem em 13 cidades do Triângulo Mineiro tiveram o fornecimento restabelecido na madrugada deste domingo (17). Segundo a companhia energética, por 36 horas, o serviço ficou interrompido após a queda de oito torres durante um temporal.

    As cidades prejudicadas com a falta de luz foram: Cachoeira Dourada, Campina Verde, Capinópolis, Carneirinho, Guarinhatã, Ipiaçu, Itapagipe, Ituiutaba, Iturama, Limeira do Oeste, Santa Vitória, São Francisco de Sales e União de Minas. Por meio de nota, nesta manhã, a Cemig informou que equipes especializadas da empresa começaram a atuar imediatamente após a ocorrência e trabalharam ininterruptamente. O temporal foi registrado na sexta-feira (15), e a previsão inicial era que o serviço fosse restabelecido na noite de sábado (16).

    Torres foram derrubadas na última sexta-feira Foto Foto: CEMIG/Divulgação
    Torres foram derrubadas na última sexta-feiraFoto: CEMIG/Divulgação

     

    "As obras de construção e reposição das torres danificadas por outras definitivas passarão agora por fase de projeto e posterior instalação, mas ainda sem data definida", afirma um dos trechos da nota. 

    Ressarcimento

    Caso algum cliente queria solicitar ressarcimento devido ao problema é preciso ficar atento às condições. "O prazo para fazer a solicitação é de até 90 dias após a data de ocorrência do dano. A Cemig tem um prazo de até 15 dias corridos para analisar a solicitação e encaminhar uma resposta ao cliente. A companhia também poderá optar por realizar – em até 10 dias do registro da solicitação – uma verificação in loco dos equipamentos elétricos danificados e das condições das instalações elétricas da unidade consumidora", diz o comunicado.

    Conforme a companhia, "os equipamentos utilizados para o acondicionamento de alimentos perecíveis ou de medicamentos devem aguardar o prazo de verificação, que é de um dia útil, antes de serem reparados.

    Nenhum equipamento poderá ser reparado antes desses prazos mencionados. Se isso ocorrer, a empresa estará isenta de responsabilidade, conforme legislação vigente, sendo necessário, portanto, aguardar o prazo da verificação técnica do equipamento ou a autorização da distribuidora.

    Quando solicitado por correspondência, o cliente deverá providenciar um laudo/orçamento para o conserto do equipamento em uma oficina de sua livre escolha e encaminhá-lo para a Cemig. Após a análise do laudo/orçamento e sendo confirmada a causa do ocorrido, a Cemig efetuará o ressarcimento do dano ao cliente em até 20 dias corridos", afirma a empresa.

    Contato com a Cemig

    O cliente pode entrar em contato com a Cemig através do Cemig Atende Web. Clique aqui.  É necessário ter em mãos o “Número do Cliente” ou “Número da Instalação”, que estão na conta de energia, documento de identidade e CPF, número de um telefone para contato. Além disso, é necessário  informar os dados do equipamento que foi danificado (nome, marca, modelo e tempo de uso do produto), bem como a data e a hora do ocorrido.

    "Essas informações são essenciais para o cadastramento adequado do pedido.  Importante ressaltar que somente o titular da unidade consumidora (ou seu representante legal) poderá receber a eventual indenização.

    As solicitações de ressarcimentos por danos em equipamentos elétricos seguem as orientações da Resolução Normativa 414/2010 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel)", finaliza a nota.


     

    Fonte: https://www.otempo.com.br/cidades/fornecimento-de-energia-volta-apos-afetar-119-mil-clientes-em-13-cidades-de-mg-1.2556775
    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]