Ipatinga

economia

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Tanqueiros convocam assembleia após reajuste do diesel: ‘Afronta da Petrobras'

    Sindicato das Empresas Transportadoras de Combustíveis e Derivados de Petróleo do Estado de Minas Gerais (Sindtanque-MG) citou risco de desabastecimento do país

    Por Plox

    18/06/2022 10h17 - Atualizado há 10 dias

    O Sindicato das Empresas Transportadoras de Combustíveis e Derivados de Petróleo do Estado de Minas Gerais (Sindtanque-MG) convocou uma assembleia emergencial para a próxima terça-feira (21), a fim de discutir ações contra o reajuste do preço do diesel, anunciado nesta sexta-feira (17) pela Petrobras.Os trabalhadores não citaram, por ora, risco de greve.

    O aumento de 14,2% do diesel nas refinarias, o equivalente a R$ 0,70 por litro, foi oficializado dois dias depois da aprovação do Projeto de Lei do teto do ICMS pelo Congresso Nacional. 

    “Recebemos o reajuste dos combustíveis como uma afronta e uma falta de sensibilidade da Petrobras. Hoje, as transportadoras estavam esperando uma redução e não um reajuste, mais um aumento”, pontua o presidente do Sindtanque-MG, Irani Gomes. Com o projeto do teto do ICMS, que aguarda sanção do presidente Jair Bolsonaro (PL), o preço do diesel poderia cair R$ 0,18 em Minas, pois a base de cálculo do imposto diminuiria, segundo cálculos da empresa Raion Consultoria, especializada no setor.

    Tanqueiros pressionam governo federal para alterar Preço de Paridade de Importação (PPI) da Petrobras e diminuir preço do diesel

     

    Gomes também voltou a criticar a política de Preço de Paridade Internacional (PPI), adotada pela Petrobras para equiparar os valores nacionais ao do mercado internacional. “Com essa política, está ficando inviável transportar. Acredito que a qualquer momento, se o governo federal, junto à Petrobras, não tomar alguma medida referente a essa política, pode haver desabastecimento do país. Não aguentamos mais trabalhar da maneira que está”, conclui. 

     

     

    Mesmo o atual aumento anunciado pela Petrobras não cobre a defasagem do preço dos combustíveis em relação aos preços globais. Agora, ela chega a 11%, segundo analistas do mercado. Assim, ainda há margem para novos aumentos.

    Fonte: https://www.otempo.com.br/economia/tanqueiros-convocam-assembleia-apos-reajuste-do-diesel-afronta-da-petrobras-1.2685404
    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2022[email protected]