Com 33 semanas de gestação, bebê passa por cirurgia na barriga da mãe

19/06/2019 15:08

Caso ele não fizesse a cirurgia, nasceria com o intestino para fora de sua barriguinha

Publicidade

Um procedimento cirúrgico inédito no mundo foi feito no Hospital da Criança e Maternidade (HCM), em São José do Rio Preto, interior de São Paulo: no útero da mãe, um bebê de 33 semanas passou por uma gastrosquise, operação para alterar uma malformação. Caso ele não fizesse a cirurgia, nasceria com o intestino para fora de sua barriguinha. A gastrosquise só é feita após o nascimento, e o HCM já trabalha com essa técnica, daí a escolha da unidade para o procedimento com o bebê ainda no útero. A cirurgia levou menos de 2h de duração e usou apenas quatro pequenos cortes no abdômen da mãe, que serviram para colocar os instrumentos e corrigir o problema do bebê. O intestino foi colocado no local correto e fechado. 

Bebê foi operado, dentro da barriga da mãe, com 33 semanas de gestação Pixabay

Bebê foi operado com 33 semanas de gestação- Foto: Pixabay/Imagem Ilustrativa


O doutor Gustavo Henrique de Oliveira, especialista em medicina fetal do HCM, disse que o método utilizado confere mais segurança no procedimento “pois o feto é operado em ambiente o mais estéril possível, que é o útero materno”, além disso, é menos arriscado para a criança, já que “com isso, o risco de infecção é extremamente reduzido”, alegou. No caso do médico Javier Svetliza, que também participou da operação, "ao saber que o futuro filho tem uma má-formação como esta, a mãe sofre muito. Poder corrigir o problema ainda no útero dá um alívio enorme para a mãe”, principalmente, nas últimas semanas da gestação.

 
Por conta da característica inédita da cirurgia, os profissionais do HCM, da Universidade de Taubaté, do Hospital Albert Einstein, e Hospital de Baia Blanca, da Argentina, que operaram o bebê foram convidados a apresentarem a cirurgia no Congresso Mundial de Medicina Fetal, na Espanha, em junho. 

Atualizada às 16h19



Publicidade