Ipatinga

acontece

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Polícia Civil de Minas Gerais alerta sobre o ‘golpe do motoboy’; entenda

    Bandido simula ligação de banco e convence vítima a entregar cartão para motoqueiro

    Por Plox

    21/08/2021 13h33 - Atualizado há cerca de 2 meses

    Um dos golpes mais recorrentes, em Minas neste ano tem sido o “golpe do Motoboy”, conforme a Polícia Civil. Trata-se de um crime em que estelionatários convencem a vítima a entregar o cartão de crédito a um motoqueiro, que vai à casa da pessoa. Antes, a quadrilha faz o “cliente” acreditar que seu cartão foi clonado. Não há números isolados desse tipo de delito.

    Não se deve passar informações como senha do cartão pelo telefone. Foto Foto: Marcos Santos/USP Imagens
    Não se deve passar informações como senha do cartão pelo telefone.Foto: Marcos Santos/USP Imagens


    “Por meio de uma engenharia social, esses estelionatários convencem a vítima a fazer essa entrega. Depois disso, são efetuados empréstimos e compras, consolidando o crime”, alerta o delegado Renato Guimarães, chefe da divisão de crimes cibernéticos e crimes contra o consumidor da Polícia Civil.


    ‘Operação’


    A tática dos bandidos começa com uma simples ligação ou o envio de mensagem para o celular do escolhido. Os golpistas dão a ideia de que o cliente está conversando com a central de atendimento de um banco ou de uma administradora de cartões de crédito. 


    O idoso João Carlos*, de 74 anos, que mora na região do Barreiro, em BH, não percebeu a mentira. “A sensação é de frustração. Você não pensa que é golpe. Eles pedem para ligar no telefone do banco. Quem vai imaginar que do outro lado tem bandido?”, questiona a vítima, que perdeu R$ 5.000.


    *Nome fictício

    Vítimas do crime devem acionar polícia e Procon
     

    O Procon de Minas Gerais orienta que, caso o cliente receba ligações e suspeite de tentativas de golpes, informe a empresa. “Não tenha vergonha de desligar o telefone e ligar para o banco ou operadora do cartão”, alerta o coordenador do Procon Assembleia, Marcelo Barbosa. 


    Segundo Barbosa, há casos em que os golpistas até grampeiam o telefone das vítimas, e a ligação pode ser direcionada para um estelionatário. Sendo assim, o ideal é fazer a ligação para o banco de outro telefone. 


    O principal cuidado, de acordo com o órgão, é nunca entregar o cartão para ninguém. “Se isso for proposto a você, não acredite, pois se trata de uma tentativa de golpe. Caso você seja vítima do golpe, o ideal é registrar um boletim de ocorrência na polícia e fazer uma reclamação no Procon do município onde mora.

     

     

     

    Fonte: https://www.otempo.com.br/cidades/policia-civil-de-minas-gerais-alerta-sobre-o-golpe-do-motoboy-entenda-1.2530846
    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]