'Cheiro de carro novo' indica substâncias cancerígenas, diz estudo

Mistura de benzeno e formaldeído nas cabines de automóveis pode causar “risco potencial” em pessoas que dirigem por longos períodos

Por Plox

23/02/2021 15h38 - Atualizado há 7 dias

O “cheiro de carro novo” adorado por muitos pode ser, na verdade, indicativo de presença de substâncias cancerígenas perigosas - e motoristas que ficam mais tempo nos veículos estão sujeitos a mais riscos. As informações são do USA Today.

A constatação é de pesquisadores da UC-Riverside, nos Estados Unidos. Eles analisaram os níveis de benzeno e formaldeído nas cabines de automóveis e o “risco potencial” em pessoas que dirigem por longos períodos. O formaldeído é usado em tapetes, couro e tintas  de veículos, enquanto o benzeno aparece em outros itens. Juntos, eles criam o odor conhecido como "cheiro de carro novo", mas são cancerígenos, e o benzeno ainda pode representar riscos à saúde reprodutiva e de desenvolvimento.

 

Foto ilustrativa  Foto: Pixabay
Foto ilustrativaFoto: Pixabay

Na análise, os cientistas verificaram a dose diária dos dois produtos químicos inalados por motoristas que passam 20 minutos ou mais se deslocando diariamente. E descobriram que esses têm 10% de chance de inalar níveis cancerígenos de ambos os produtos químicos.

A quantidade de cada um circulando em qualquer carro depende, obviamente, de outros fatores, como radiação solar e temperatura.  Pesquisadores, todavia, aconselham os usuários de carros a manterem as janelas abertas:  “Com pouco de fluxo de ar você já estaria diluindo a concentração desses produtos químicos dentro do seu carro”, pontuou Aalekhya Reddam, coautora do estudo.

Fonte: https://www.otempo.com.br/mundo/cheiro-de-carro-novo-indica-substancias-cancerigenas-diz-estudo-1.2450663
PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021