Ipatinga

polícia

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Acusado de matar a mãe no Vale do Aço é preso em João Monlevade

    O suspeito é filho e após o crime teria enterrado a vítima em uma cova rasa, no quintal da casa onde moravam juntos

    Por Plox

    24/07/2021 01h53 - Atualizado há cerca de 1 ano

    Foi preso durante a noite desta sexta-feira (23), Alfredo da Costa Laurenço, de 48 anos, acusado de matar e ocultar o corpo da mãe, Maria Auxiliadora, 78 anos, nesta tarde na rua Ucrânia, no bairro Industrial, em Santana do Paraíso, Minas Gerais. O suspeito foi detido na cidade de João Monlevade. A informação foi confirmada por uma fonte do PLOX na Polícia Militar.

    Conforme apurou o PLOX, o acusado foi flagrado por um vizinho cavando uma cova no quintal da casa. O sub tenente Alexandre conversou com o PLOX e disse que a Polícia Militar foi acionada por vizinhos e os militares confirmaram que havia mesmo a cova e dentro dela o corpo da mulher.

    A mulher foi morta e enterrada no próprio quintal o - Foto: Marcelo Augusto/Plox/reprodução

     

    Após cometer o crime, o acusado entrou em um ônibus na rodoviária de Ipatinga com destino a Juiz de Fora, no sul de Minas. Em contato com militares de João Monlevade, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) conseguiu interceptar o indivíduo

    O Crime

    Um crime bárbaro foi descoberto no fim da tarde desta sexta-feira (23) no Vale do Aço em Minas Gerais. Uma mulher foi brutalmente assassinada e enterrada no próprio quintal, na cidade de Santana do Paraíso. 

    Vizinhos da vítima ficaram estarrecidos- Foto: Marcelo Augusto/Plox

     

    A reportagem do PLOX  esteve no local. Os vizinhos da mulher estão estarrecidos pois, além da forma como ela foi morta, todos os indícios apontam que Maria Auxiliadora, 79 anos, foi morta pelo próprio filho, aparentemente a golpes de faca. A vítima apresentava ferimentos de corte na região dos pescoço.

    O tenente Marques, do Corpo de Bombeiros, confirmou que a unidade foi acionada para tentar socorrer a mulher, mas a vítima já se encontrava morta. Após a atuação da perícia da Polícia Civil, os bombeiros retiraram o corpo da cova, e este será  levado para o IML.

    Ainda de acordo com o Sub Tenente Alexandre, chefe da ocorrência, o suspeito já teve passagens pela polícia como perturbação e importunação, mas nenhum crime de natureza grave, a exemplo de homicídio.

    Testemunhas relataram que, Alfredo da Costa Laurenço, de 48 anos, suspeito do crime, teria problemas psicológicos e que, antes de evadir do local, teria arrumado e limpado toda a residência trocando lençóis e passado pano no chão.


     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2022[email protected]