Ipatinga

bichos

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Como minimizar o estresse de cães internados para tratamentos?

    Cada cachorro vai ter uma personalidade e uma necessidade. Confira as dicas!

    Por Plox

    25/11/2020 18h55 - Atualizado há mais de 1 ano

    Minimizar o estresse de cães internados para tratamentos nem sempre é uma tarefa simples. Afinal, é preciso entender uma série de questões relacionadas ao estilo de vida do animal, o que ele gosta ou não gosta, personalidade, adestramento e, claro, saúde mental. É a partir de uma combinação entre todos estes fatores que podemos, então, conseguir deixar os cães mais tranquilos em um momento de estresse tão grande, como é em um procedimento veterinário.

    Óbvio que sempre há aqueles cães que “não se importam” com a situação. Ou seja, eles quase não demonstram estresse ou qualquer tipo de inquietude. E por isso, antes de mais nada, é importante que seja dito: cada cão é único. Cada cão vai ter uma personalidade e uma necessidade. Desta forma, não há como criar uma “receita” de como minimizar o estresse de cães internados para tratamentos. Porém, há um processo que pode trazer bons resultados.

    FOTO: CATHERINE FALLS COMMERCIAL/GETTY IMAGES

    Se você é um tutor ou uma tutora de primeira viagem, recomendamos que você leve sempre em consideração as questões individuais de comportamento e personalidade do seu cão. Isto ajudará a criar um norte verdadeiro para o seu pet.

    Para te ajudar com isso, separamos alguns tópicos importantes e que podem ser colocados em prática, independente do estilo de vida ou personalidade do animal. Afinal, algumas questões de bem-estar estão muito relacionadas a comportamento e objetos – brincadeiras ou brinquedos – palavras carinhosas ou algum comando de adestramento. Veja abaixo:

    • - O espaço precisa ter um clima tranquilo e sem geradores de estresse – Proximidade com outros cães, compartilhamento de comida, etc;
      - Usar feromônios caninos no ambiente em que o cão está internado pode ajudar a mantê-lo relaxado;
      - Respeitar a rotina do animal é importante – Banheiro, alimentação, carinho, caminhadas e exercícios;
      - A iluminação do local da internação pode causar estresse no cachorro quando não bem ajustada;
      - Dê espaço ao cachorro, de modo que ele não se sinta encurralado em momento algum;
      - Leve os brinquedos preferidos do seu cachorro de modo que ele possa reconhecê-los eventualmente;
      - Não brigue ou aumente o tom de voz com o cachorro – Seja paciente e demonstre calma;
      Para que possamos nos aprofundar um pouco mais a respeito do assunto, vamos passar por cada um dos tópicos a partir de agora de maneira individual. Assim, você pode tirar todas suas dúvidas e, quem sabe, já começar a colocar em prática – caso seu cão esteja internado para algum tratamento. Vamos lá?
    Fonte: https://www.metropoles.com/colunas-blogs/e-o-bicho/saude-pet-como-minimizar-o-estresse-de-caes-internados-para-tratamentos
    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2022[email protected]