Três pastores da mesma família morrem por Covid-19

27/06/2020 08:09

Segundo os familiares, o primeiro a apresentar sintomas da doença foi o pastor Alvaro Luiz Marques, de 51 anos. Ele e a companheira, Marluci Dias Marques, 52, moravam em um sítio c

Três pessoas da mesma família morreram em decorrência da Covid-19, no período de uma semana, na cidade de Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte. Dentre as vítimas estão um casal de pastores, que mantinha uma igreja com mais de 40 anos de fundação, e um ex-vereador da cidade – e também pastor. Outros nove parentes também foram contaminados pelo novo coronavírus.

Segundo os familiares, o primeiro a apresentar sintomas da doença foi o pastor Alvaro Luiz Marques, de 51 anos. Ele e a companheira, Marluci Dias Marques, 52, moravam em um sítio com a família e o ex-vereador Juarez da Silva, 83, pai de Marluci. Juarez foi o fundador da igreja Congregação Cenáculo da Graça, localizada no bairro Citrolândia, em Betim. O espaço tem mais de 40 anos e, há cerca de 27 anos, era conduzido por Marluci e Alvaro.

Três pessoas da mesma família morreram em decorrência da Covid-19 (Arquivo Pessoal/Maicon Henrique)

Três pessoas da mesma família morreram em decorrência da Covid-19 (Arquivo Pessoal/Maicon Henrique)

O novo coronavírus se espalhou pela família e contaminou, ao todo, 12 pessoas – das quais o casal e o ex-vereador morreram. O primeiro da família a falecer em decorrência da doença foi Juarez, no dia 18 deste mês. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde de Betim, o idoso possuía comorbidades anteriores à Covid-19.

Já nessa quinta-feira (25), a secretaria confirmou as mortes de Alvaro e Marluci. O pastor faleceu no domingo (21), após ficar internado em um hospital particular da cidade. Ele não apresentava comorbidades. Dois dias depois, na última terça (23), a também pastora Marluci Dias teve a morte confirmada. Ela apresentava comorbidades e faleceu após ficar internada também em um hospital da rede particular.

Em nota (confira na íntegra abaixo), a prefeitura de Betim disse que “presta condolências às famílias e informa que uma equipe da secretaria de Saúde está em contato com os familiares para apoio e orientações”.

 

Memória

Maicon Henrique Dias, de 33 anos, é neto de Juarez e sobrinho de Marluci e Alvaro. Em entrevista ao BHAZ, disse que a família está abalada com as perdas e que a memória das vítimas deve ser exaltada. “Meu avô [Juarez] viveu para a família, sempre vivendo ao nosso lado e ajudou todos os filhos de forma ímpar. Sempre foi um homem que viveu em prol de ajudar a comunidade e pregava respeito ao próximo”, conta.

Em relação aos tios, Maicon diz que ambos também se dedicavam a ajudar as pessoas. “O Alvaro sempre teve a vida dedicada à crença, ao amor, ao próximo e a Deus. Um pai excelente, uma pessoa que sempre pregava o amor de cristo. Um homem muito íntegro, marido muito bom e, acima de tudo, amava as pessoas que estavam em volta dele”, diz.

“Em relação à Marluci, temos que enfatizar porque é uma mulher que deixou um legado fora da curva no sentido de cuidar das pessoas. Era não só uma mãe zelosa, mas uma mulher que dedicou a vida a cristo, ia em todos os lugares pregar o amor de Deus e sempre respeitou a todos, com uma fé inabalável. Fez a diferença onde passou”, acrescenta Maicon.

Por fim, Maicon destaca que os outros nove familiares contaminados não correm riscos. “Estão todos bem, já passaram pelo período de incubação do vírus e se recuperaram. Vale ressaltar que o melhor remédio é a prevenção, não tem remédio para essa doença. Se não se prevenir, acaba pegando”, finaliza.

Coronavírus em Betim

Segundo a secretaria de saúde da cidade, até o momento, Betim tem 680 casos confirmados da Covid-19, 251 recuperados e 29 mortes. A cidade chegou a flexibilizar as medidas de prevenção ao novo coronavírus, mas voltou atrás e retomou as ações de isolamento social e fechamento da economia diante do avanço e aumento no número de infectados (leia mais aqui).

Nota da prefeitura de Betim

“De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, o 28° óbito foi registrado no dia 21 de junho. O paciente era homem, 58 anos, que não possuía comorbidades e estava internado em um hospital da rede particular de Betim. A 29ª morte foi registrada em 23 de junho. A paciente era uma mulher, 52 anos, com comorbidades, que também estava internada em um hospital da rede privada do município. A prefeitura presta condolências às famílias e informa que uma equipe da secretaria de Saúde está em contato com os familiares para apoio e orientações”.

Fonte: https://bhaz.com.br/2020/06/26/familia-covid-19-betim/