Movimento pela internet tenta unir casais pelo mundo que foram separados pela pandemia

Pessoas que se relacionam mas moram em países diferentes se uniram para tentar reduzir as restrições de viagens durante a pandemia de coronavírus

Por Plox

31/10/2020 12h28 - Atualizado há cerca de 1 mês

A pandemia tem impedido o encontro de milhares de casais pelo mundo. Namorados, companheiros que moram em países diferentes e que, agora, se uniram em um movimento, na internet, para tentar reduzir as restrições de viagens.

A psicóloga Daise Vanessa mora na capital paulista e o Stefano, em Milão, na Itália. Depois de três anos de namoro e muitas viagens entre os dois países, eles têm planos para o futuro, que foram suspensos, temporariamente, pela pandemia.

Crédito G1

“É difícil, porque a gente já estava pensando em começar todos os tramites para a gente se casar. Agora a gente não tem ideia de quando vai ser”, conta Daise.

Eles são os chamados casais binacionais: cada um de um país. Sem a união oficial, eles estão impedidos de se encontrar. “Hoje faz oito meses que a gente não se vê. E eu espero que a gente possa se ver o mais rápido possível, que a gente consiga se encontrar antes de 2021”, diz Daise.

Milhares de casais na mesma situação, mundo afora, se uniram em um movimento sem fronteiras, pela internet, criado durante a pandemia, que significa "amor não é turismo". E afirma que os namorados precisam se encontrar.

“Alguns países já estão permitindo o reencontro de casais. É um grupo mundial. Mas a gente espera que os outros países também assinem, aprovem esse movimento para que os casais se encontrem novamente”, explica a publicitária Mariana Barros Rodrigues.

A Mariana é mineira e também faz parte do grupo. Ela conheceu o português Antônio há dois anos em uma viagem de férias à Europa. Ele já veio ao Brasil duas vezes. O casamento seria no fim de 2020. Mariana quer morar na cidade portuguesa de Braga, onde vive Antônio. “Que a gente vá com o cuidado, porque a pandemia é algo muito sério. E a gente sabe disso”, diz Mariana.

Os casais binacionais tentam se encontrar em um momento em que muitos países europeus estão registrando um aumento de casos novos de Covid e voltando a impor restrições rígidas de circulação. O jeito é esperar mesmo. Difícil é lidar com a saudade.

“Quero falar que eu amo ele, que estou com muita saudade, que é uma prova que a gente está passando”, conta Daise.

“Amor não é turismo. Então, abram as fronteiras, por favor, para a gente, que a gente precisa ver quem a gente ama”, pede Mariana.

O Brasil já abriu os aeroportos para pessoas de qualquer nacionalidade.

 

 

Fonte: https://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2020/10/30/movimento-pela-internet-tenta-unir-casais-pelo-mundo-que-foram-separados-pela-pandemia.ghtml
PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2020