Belo será indiciado por associação criminosa após show no Rio

Pistolas, munições e cerca de R$ 130 mil foram apreendidos

Por Plox

18/02/2021 06h31 - Atualizado há 10 dias

Vários materiais foram apreendidos durante a operação "É o que eu mereço", deflagrada pela Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), nessa quarta-feira (17), no Rio de Janeiro. Foram duas pistolas, munição, celulares, computadores, além de R$ 39 mil em espécie, 3600 euros e 1110 dólares em um cofre na casa do cantor Belo, na Barra da Tijuca.

Materiais apreendidos. Foto: divulgação

 

Durante a Operação, Belo e outros dois homens ligados a uma produtora de eventos foram presos. As ações começaram após o artista promover um show no pátio de uma escola, no Completo da Maré, no último sábado (13), conforme já divulgado pelo Plox.

Na casa de Celio Caetano, em Macaé, foram apreendidos R$ 61 mil em espécie. Jorge Luiz Moura Barbosa, o Alvarenga, apontado como chefe do tráfico no Parque União, está foragido. Todos eles irão responder por infração de medida sanitária, crime de epidemia, invasão de prédio público e associação criminosa. 

Veja também: Cantor Belo é preso por aglomeração durante show em escol
 

PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021