Ipatinga

atitude

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Colegas de trabalho homenageiam enfermeira assassinada no Vale do Aço

    O ato simbólico foi realizado em frente à unidade de Saúde em que Priscila trabalhava

    Por Plox

    23/03/2021 16h35 - Atualizado há 7 meses

    No início da tarde desta terça-feira (23), amigos e colegas de trabalho da enfermeira Priscila Cardoso da Silva, de 35 anos, assassinada com um tiro na testa, prestaram uma homenagem à amiga na unidade de Saúde, no bairro Cidade Nova, em Santana do Paraíso-MG.

    Várias pessoas se reuniram com balões brancos e placas pedindo justiça pela morte da enfermeira. Os colegas de trabalho também utilizaram camisas com o rosto de Priscila. A homenagem comoveu quem estava presente. 

    Eles criticaram a versão dada por Reginaldo Ferreira de Souza, conhecido como “Pau Veio”, acusado de matar Priscila. Segundo Reginaldo, eles teriam um caso amoroso e a morte teria sido acidental.

    Foto: Danielle Soares / PLOX

     

    Foto: Danielle Soares / PLOX

     

    Foto: Danielle Soares / PLOX

     

    Foto: Danielle Soares / PLOX

     

    Conheça o caso

    A enfermeira, moradora de Santana do Paraíso-MG, estava desaparecida desde a última segunda-feira (15). O carro onde a mulher estava foi encontrado nessa terça-feira (16), em Teixeira de Freitas-BA e um homem foi preso com o veículo.

    Segundo informações da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), Priscila Cardoso da Silva, de 35 anos, foi vista pela última vez por volta das 16h, saindo da Unidade Básica de Saúde do bairro Cidade Nova, onde trabalha. Em contato com uma colega de trabalho da profissional de saúde, ela informou que Priscila encerrou o expediente na companhia de outros dois funcionários e cada um seguiu o seu rumo.

    Foto: reprodução


    Como de costume, Priscila deixou o carro dela estacionado na rua do posto de saúde, um Onix PZL - 5521. Imagens de um circuito interno de segurança próximo ao posto teriam flagrado um carro do mesmo modelo se deslocando sentido a Ipatinga.

    Conforme consta no boletim de ocorrência, foram averiguadas imagens de câmeras, em que foi possível ver que a vítima foi abordada por um homem trajando calça jeans, camisa azul, boné vermelho e máscara preta, que colocou a mão sob camisa, simulando estar armado.

    De acordo com a imprensa baiana, a polícia militar da 87ª Companhia Independente teria chegado ao veículo através do sistema de rastreamento, numa ação deflagrada nessa terça-feira (16).

    Segundo um colaborador do PLOX, da Bahia, o veículo foi localizado já em processo de desmanche na rua Valdino Ferreira de Queiroz, no bairro Setor Bahia Sul, em Teixeira de Freitas. O carro estava de posse de um homem de 36 anos, que é mecânico.

    Conforme relatado, com o homem também foram encontrados três celulares, duas placas policiais OWP-6496 de Orizânia-MG, além de R$ 4.100 em espécie.

     

    VEJA TAMBÉM:

     

    Veja o depoimento do homem acusado de matar enfermeira no Vale do Aço

    Acusado de assassinar enfermeira é hostilizado na UPA de Ipatinga

     

    Enfermeira é homenageada por família, amigos e colegas de trabalho


     

     

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2021[email protected]