Ipatinga

acontece

X FECHAR
ONDE VOCÊ ESTÁ?

    Após longo período sem aeroporto, moradores do Vale do Aço agora não tem estrada para BH

    BR-381 foi bloqueada por deslizamento da pista, em Nova Era, e a BR-262 foi interditada por conta de danos provocados pelo aumento do fluxo de veículos

    Por Plox

    25/01/2022 12h26 - Atualizado há 4 meses

    O bloqueio da BR-381, em Nova Era, e o fechamento da BR-262, em Abre Campo, praticamente isolou a população do Vale do Aço em relação à capital Belo Horizonte. Após um longo período sem atividades no Aeroporto Regional, o que prejudicou atividades econômicas nas cidades, o Vale do Aço acaba sendo prejudicado mais uma vez por conta de problemas na BR-381, principal trajeto à Metrópole. 

    A rodovia foi interditada no trecho de Nova Era, após uma encosta deslizar e afundar a pista. A erosão foi provocada pelas fortes chuvas que atingiram o estado de Minas Gerais, nas primeiras semanas de janeiro, e que deixou várias famílias desabrigadas. No Vale do Aço não foi diferente, principalmente em Coronel Fabriciano, onde o rio Piracicaba transbordou.

    No entanto, até o último domingo (23), a BR-262 estava sendo utilizada como rota alternativa para chegar em Belo Horizonte e Vitória, Espírito Santo. Contudo, a mesma foi fechada nessa segunda (24), por conta da possibilidade dela também ceder, no KM 96, próximo à região de Abre Campo. Tal atitude tem prejudicado e muito a economia da região e quem utiliza o trecho até BH.

    Foto: Divulgação PRF

     

    Previsão de liberação da BR-381
    Na última semana, o Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, afirmou que a situação no local está sendo monitorada. A previsão é que um desvio seja providenciado em fevereiro. No entanto, o trecho do KM 321 não tem previsão para as obras de reparo.

    Em nota enviada ao Plox, o DNIT explicou que “Tecnicamente, no local houve o chamado “cisalhamento de talude”, provocado pelo grande volume de água e saturação do solo. Ou seja, houve deslocamento da massa de terra, pressionando a base da rodovia e levando ao rompimento da pista.  O trabalho do DNIT em Minas Gerais ocorre de maneira ininterrupta, desde o final de dezembro de 2021, para restaurar a trafegabilidade das rodovias federais no Estado, impactadas pelas fortes chuvas que ocasionaram quedas de barreiras e processos erosivos”.

     

    Aeroporto Regional do Vale do Aço ficou interditado mais de um ano
    Os voos estavam suspensos deste maio de 2020 para obras de reformas no local, que se iniciaram em abril deste ano. Dentre os serviços constantes no projeto de reforma estão: obras de restauração do pavimento da pista de pouso e decolagem, das taxiways, do pátio de aeronaves, além da execução da nova sinalização horizontal das taxiways e do pátio de aeronaves do aeroporto.

    De acordo com a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra), foram alocados recursos da ordem de R$ 13,2 milhões para as obras no Aeroporto Regional do Vale do Aço, dos quais R$ 12 milhões oriundos de repasse da União, por meio da Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC) e R$ 1,2 milhão de contrapartida do Estado.

    A reinauguração do Aeroporto Regional do Vale do Aço foi marcada com cerimônia e a presença de diversas autoridades locais e empresários. O prefeito de Santana do Paraíso, Bruno Morado, chegou no avião da Azul Linhas Aéreas pouco tempo depois da abertura do evento.

     

    BR-381 já foi interditada por pedra gigante
    Em novembro do ano passado, também por conta da chuva, uma pedra gigante se desprendeu e caiu sobre a avenida Belo Horizonte, antigo trecho da BR-381 que passo pela cidade de Timóteo. Tal acontecimento bloqueou a passagem de carros e caminhões sentido anel rodoviário do Vale do Aço.

    Na ocasião, técnicos do DNIT enviaram um geólogo para monitorar a área e posteriormente fizeram a remoção parcial da rocha.

    Rochas caem na BR-381. Foto: enviada ao WhatsApp do Plox

     

    Rotas alternativas BH - Vale do Aço
    Para veículos grandes (Sentido BH - Vale do Aço): de BH a Juiz de Fora pela BR-040, depois para Leopoldina siga pela BR-267/MG, passe pela BR-116/MG sentido Caratinga e siga para BR-458/MG para chegar em Ipatinga.
    Para veículos grandes (Sentido BH - Vitória): de BH a Juiz de Fora pela BR-040, depois siga em sentido Leopoldina pela BR-267, passe por Realeza pela BR-116 e chegue em Vitória pela BR-262.
    Rota para veículos leves (Sentido BH- Vale do Aço): de BH a Rio Casca pela BR-262, depois siga para Caratinga pela MG-329 até trevo da BR-458 pela BR-116. Do trevo siga até Ipatinga pela BR-458.
    Rota para veículos leves (Sentido BH - Vitória): de BH a Rio Casca pela BR-262, siga para Caratinga pela MG-329, depois até Realeza pela BR-116. De Realeza a Vitória pela BR-262.

    PLOX BRASIL © Copyright 2008 - 2022[email protected]